Mais

Medo de festa? Saiba como deixar o aniversário mais divertido para o seu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Choro na hora do parabéns, desespero quando vê o palhaço, medo dos monitores. Festa barulhenta e cheia de gente é mesmo assustadora, tem que fazer de um jeito gostoso para as crianças

A cena já virou clássica: todo mundo reunido em volta da mesa do bolo, o pai filmando, a mãe acendendo a vela, o “parabéns a você” começando e aí… O aniversariante começa a chorar.

Anúncio

FECHAR

E o caos não se restringe à hora do parabéns. Uma festa contém muitos elementos que podem assustar as crianças, como palhaços, bexigas e os flashes das câmeras.

Esse tipo de medo costuma aparecer logo no primeiro aniversário e tende a sumir até os 5 anos. Ser o centro das atenções pode ser muito assustador para uma criança, assim como o excesso de barulho e de pessoas. Em relação aos personagens, o receio acontece por não serem familiares ao pequeno. Para piorar, as princesas e super-heróis são muito coloridos, às vezes até a gente estranha!

Mas calma, isso faz parte do desenvolvimento. E você não precisa desistir de comemorar o aniversário do seu filho ou de levá-lo nas festas dos colegas, basta se organizar melhor. Confira as nossas dicas.

Tente entender
É importante que você respeite os sentimentos do pequeno, sem desvalorizá-los ou ridicularizá-los. O fato dele expressar seus medos é importante para resolver o problema.
Tente se colocar no lugar dele. Da mesma forma que você fica receoso de começar num novo emprego, ele também teme o desconhecido. Diga que entende como ele se sente. E se tiver alguma história sua de quando era criança, não deixe de contar.

Crie alternativas
Quando a criança começar a chorar, acolha-a, pegue-a no colo e a afaste do que está incomodando, seja o palhaço, o tumulto ou a mesa do bolo. Se for a festa da própria criança, os convidados com certeza entenderão a situação. Ela precisa sentir-se protegida, por isso, fique do seu lado. Dificilmente você vai conseguir “curar” seu medo na mesma hora, mas não é preciso acabar com a festa. Apenas ache alternativas para o problema. Se ela está com medo do personagem, arranje um brinquedo ou brincadeira para entretê-la. Está com medo da hora do parabéns? Apague as velas, peça aos convidados para cantarem baixinho. Ou pule direto para a parte de cortar o bolo.

Para o próximo
Se você percebeu que seu filho tem algum medo, comece a pensar em pequenas estratégias para os próximos anos. Convide apenas as pessoas de seu círculo, como os amiguinhos da escola e parentes próximos. Reunir a família é ótimo, mas algumas pessoas são estranhas para ele. Já em relação aos personagens, quando for contratá-los, avise que o seu filho tem medo, e que será mais fácil se ele assistir à pessoa colocando a fantasia, ou mesmo a maquiagem. Esse simples truque garante que quando o palhaço ou o Mickey aparecer, ele não vai estranhar tanto assim.

E se, no fim das contas, seu filho não curte a festa e você costuma fazer mais por você do que por ele, que tal deixar pra lá?

Consultoria: Fernanda Rossetto, filha de Dolores e Reinaldo, é psicóloga e psicopedagoga do Colégio Bom Jesus. Tel.: (41) 2105-4000, www.bomjesus.br  Mariana Chalfon, mãe de Ian e Helena, é psicóloga clínica, especialista em abordagem infantil. maritaliba@me.com  Quézia Bombonatto, mãe de Rodrigo, é terapeuta familiar e psicopedagoga presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia. www.abpp.com.br

Pais&Filhos TV