Mais

Ferro

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A insuficiência desse mineral pode trazer distúrbios cognitivos e motores: a criança tem dificuldade para se concentrar e até para brincar. O ferro é um dos principais ingredientes da hemoglobina, componente do sangue que cuida do transporte de oxigênio para os órgãos. Se ele falta, a energia baixa. Em bebês que nasceram dentro do tempo esperado, a suplementação não é necessária, pois o leite materno dá conta das necessidades até o sexto mês, quando chega a hora de introduzir novos alimentos. Para os prematuros ou com baixo peso, é interessante oferecer um suplemento. Converse com seu pediatra. Quanto: Segundo a Academia Norte-Americana de Pediatria, crianças de 6 a 12 meses devem ingerir 11 mg de ferro por dia, o equivalente a 25 g de carne vermelha. Crianças de 1 a 3 anos devem consumir 7 mg de ferro por dia. Como: Carne vermelha, peixe e miúdos, vegetais verde escuros, aveia e feijão. Prefira alimentos industrializasos enriquecidos com ferro, como farinha e leite. E nada de dar mamadeira após as refeições, o cálcio do leite compete com o ferro na absorção pelo corpo. O ideal é ingerir alimentos ricos em ferro junto com uma fonte de vitamina C, por exemplo suco de laranja, que ajuda a fixar o mineral. Quando: a partir dos 6 meses, com carne triturada na papinha – não só o caldo! – e vegetais cortadinhos. Risco de obesidade: baixo.
Consultoria
Priscilla Kakitsuka Issatugo, mãe de Heitor, nutricionista do Hospital Samaritano, www.samaritano.org.br

Anúncio

FECHAR

Pais&Filhos TV