Mais

De olho na escovação

As crianças vão aprendendo a se virar sozinhas, mas é sempre bom supervisionar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Faça o movimento da bolinha e do trenzinho, use escovas de dente com cabeças pequenas, tome cuidado para não engolir a espuma que a pasta faz. Certamente, você já ouviu essas dicas do que fazer na hora da escovação dos dentes da criançada, não é? E não só ouviu como ensinou ao seu filho as técnicas e ele aprendeu direitinho! Mas será que ele já pode fazer a higienização bucal sozinho? Se ele tem entre 2 e 5 anos, sim, mas você ainda precisa estar por perto e contribuir nesta hora.   
 
Os especialistas recomendam que você tenha duas escovas de dente para cada criança. Uma para ser usada pelos pequenos e outra pelos pais. “A partir dos 3 anos, é legal deixar que a criança comece a escovar sozinha e que o adulto complemente”, afirma a odontopediatra Fernanda Morangi, filha de Sônia e Eduardo. Esse acompanhamento na escovação compartilhada deve ser feito, pelo menos, até os 8 anos. A escova de uso exclusivo da criançada precisa ser trocada com mais frequência do que aquela que você vai utilizar. “Muitas crianças mordem a escova”, explica a profissional.

Nessa fase, o ideal é que a escova seja com um cabo compatível com o tamanho das mãos delas; que as cerdas sejam do mesmo tamanho, macias e arredondadas, assim como a cabeça. Para os menores, o ideal é utilizar uma quantidade de pasta equivalente a um grão de arroz e, por volta dos 5 anos, equivalente a metade de uma ervilha. E quem coloca a pasta na escova é sempre o adulto!

Primeiro, deixe que o seu filho ponha em prática tudo aquilo que você ensinou e, depois, refaça a limpeza. Por mais que a coordenação motora deles vá evoluindo com o tempo, as crianças sempre vão deixar alguma coisa passar até que elas adquiram a atenção necessária e, consequentemente, autonomia total.

Anúncio

FECHAR

Escova daqui, escova de lá

As escovações noturnas são as que mais merecem atenção dos pais. Quando dormimos, a produção de saliva diminui e os dentes ficam mais vulneráveis aos alimentos que, possivelmente, ficarão ali depositados. Por isso, elas precisam ser sempre reforçadas.  

Muitas crianças dessa faixa etária já frequentam a escola e algumas em período integral. Nesses casos, é importante que os pais saibam quais métodos são usados pelos educadores para a participação desse processo. A odontopediatra ainda afirma que se a escovação feita em casa com a supervisão dos pais é satisfatória, ela complementa a que está sendo feita na escola.

Gel dental
Sem flúor e sem corantes.
Bitufo, R$5,40
SAC 0800 011 145, www.bitufo.com.br

Escova dental
Com protetor para as cerdas.
Bitufo, R$4,50

Consultoria: Fernanda Morangi de Barros, filha de Sônia e Eduardo, é odontopediatra da Clínica Nacle. Tel.: (11) 3862-3369, www.clinicanacle.com.br

Pais&Filhos TV