Mais

Comer fora durante a viagem

Sair de casa com criança pequena nem sempre é simples. Confira nossas dicas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Por Naiara Araújo, filha de Luiz Augusto e Dione

 

Aleitamento materno (até 6 meses)

Anúncio

FECHAR

Enquanto a criança é alimentada exclusivamente com o leite materno, é a mãe quem deve se preocupar – e muito – com a própria alimentação. Lembre-se de manter os alimentos por perto, e evite aqueles picantes ou gordurosos para não interferir na produção de leite.

Saiba o que pode e não pode ser consumido para um aleitamento saudável

No carro: Não é recomendável amamentar com o veículo em movimento, porque retirar o bebê da cadeirinha é errado. Programe paradas para amamentar.

No avião: É melhor amamentar nos momentos de decolagem e aterrissagem. O movimento de sucção traz conforto ao bebê e alivia a sensação de mal estar que ocorre por causa do entupimento do ouvido.

Tomando mamadeira

Depois dos seis meses de aleitamento materno exclusivo, o armazenamento do leite para a mamadeira varia: se o leite é materno, exige mais cuidados.

Leite materno: Deve ser armazenado em bolsa térmica com gelo. Se o leite estiver congelado, à medida que sofre o descongelamento em cerca de 50% do volume e deve ser consumido em até 12h.  Se o leite estiver somente gelado, deve ser consumido em apenas 2h. Nos dois casos é necessário fazer um banho maria para aquecer o leite, sem ferver.

Fórmulas Infantis: Se o seu filho já estiver adaptado a tomar mamadeira em temperatura ambiente, é importante levar água mineral e a fórmula em pó em porções individuais. Mas se o seu filho está acostumado a tomar leite quente, é melhor levar uma garrafa térmica para não depender das paradas ou de microondas.  Depois de preparada, a fórmula deve ser consumida em 30 minutos.

Comidinhas

Até que você chegue ao seu destino ou possa fazer uma parada, é recomendável que você leve alimentos preparados em casa. Lembre-se: Só coma em locais que cumpram às normas de Boas Práticas de Higiene – Portaria 216 da Vigilância Sanitária.

Leve comidinhas em bolsas térmicas. Se a viagem for longa, não deixe de levar papinhas industrializadas, pois não precisam de refrigeração e são de fácil aquecimento. Se o seu bebê não estiver acostumado com alimentos industrializados, procure oferecer dias antes da viagem. Lembre-se: Papinhas prontas, depois de abertas, devem ser consumidas em 30 minutos. Se você for levar frutas, é bom higienizar antes de sair de casa.

A partir de 9 meses

Com esta idade as crianças já podem comer pequenos lanches, por isso faça uma lancheira com alimentos práticos e saudáveis. Lembre-se: Para uma lancheira ideal leve biscoitos integrais, biscoitos de polvilho, barrinha de cereal, sucos de caixinha, cereal matinal e frutas secas.

Viagem internacional

Nunca esqueça de pesquisar os hábitos alimentares e culturais do destino. Se a culinária fugir muito do que a criança está acostumada a comer, informe-se com consulado e companhia área sobre permissão para levar alguns alimentos. Se for possível, você pode levar arroz, feijão, fórmulas infantis e macarrão. Lembre-se: Hoje em dia existem restaurantes brasileiros na Europa, nos Estados Unidos e em alguns países orientais, basta pesquisar.

Consultoria: Kelly Salute Balieiro, mãe de Anne e Nicolas, é nutricionista do Laboratório Femme e especialista em Nutrição Clínica e Pediatria.

Pais&Filhos TV