Mais

Comer bem

A rotina puxada da amamentação exige uma boa dieta

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Aguentar a rotina puxada da amamentação não é moleza e por isso algumas mulheres sentem mais fome durante essa fase, em que o gasto energético pode aumentar em até 30%. Por isso, uma alimentação bem-pensada é fundamental: fazer de cinco a seis refeições por dia e beber muito líquido – pelo menos um litro e meio de água. Vegetais, frutas e verduras de todos os tipos, sem exceção, pelo menos três porções de cada. Proteínas e carboidratos, uma porção. Para garantir a cota de fibras, abuse dos grãos, ameixa (seca ou in natura) e cereais integrais. E para suprir a necessidade de ferro, vitamina B12 e zinco, uma das melhores opções continua sendo a carne e, de vez em quando, um bom arroz com feijão. Algumas refeições podem ser substituídas por lanchinhos rápidos, mas não menos nutritivos com castanhas, iogurte, salada de frutas, torrada com queijo, sucos. Além de serem leves, fornecem uma boa dose de energia e você não perde muito tempo preparando. A regra é comer de tudo um pouco, da maneira mais saudável possível. Isso você tem que fazer por você mesma, pensando em você e na sua saúde, porque o bebê está garantido. É que a composição e a qualidade do leite materno não variam, independentemente do estado nutricional da mãe. Mas é claro que uma mamífera saudável tem mais condições físicas e emocionais para amamentar. E é nisso que a gente tem que pensar: se a mãe não está feliz e saudável, o bebê, de uma forma ou de outra, sofre, não é óbvio? Então, é isso: faça a sua parte também!

Pais&Filhos TV