Mais

Cadeirinha segura

É lei, mas mesmo se não fosse, colocaríamos nossos filhos nas cadeirinhas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Colocar a turma toda no carro e sair para um passeio, para viajar, para visitar os avós é sempre uma delícia. São momentos especiais e divertidos paras as famílias. 

Desde setembro de 2010, você obrigatoriamente precisa colocar cada filho menor de 7 anos nas devidas cadeirinhas. Ainda bem! A medida tem reduzido, e bastante, a taxa de mortalidade de crianças em acidentes de trânsito.
 
As regras indicam que os bebês de até um ano precisam deitar no bebê-conforto com a cadeirinha posicionada no sentido oposto ao do movimento do carro, ou seja, voltada para o vidro traseiro. “O bebê conforto tem forma concha e isso absorve a energia do impacto”, explica Alessandra Françoia, filha de Harry e Maria Luiza, coordenadora geral da ONG Criança Segura.
 
De um ano até a criança chegar a 18 quilos, a cadeirinha já pode ficar virada para a frente. Mas, atenção, ela não deve ficar muito solta. É preciso que entre as tiras da cadeira e o peito da criança tenha uma folga do tamanho de um dedo. 
 
A partir de quatro anos ou 18 quilos, a criança já está grande para a cadeirinha e pequena para o cinto de segurança. Então, é recomendável o uso do assento de elevação, que ergue o corpo do seu filho para que o cinto passe no meio dos ombros, no centro do peito e quadril. “Tem que ter altura para ficar sem cadeirinha. No mínimo, 1,45 cm. O assento deve ser usado até ter altura suficiente, e não 7 anos”, explica a coordenadora.
 
Existem modelos que servem para todas as fases, e vão se modificando conforme o tamanho da criança. Outros, não são assim adaptáveis. Na hora da compra, leve este detalhe em consideração e veja o que se enquadra melhor para a sua família. O mais importante é ter o selo do Inmetro.
 
Para quem tem mais de dois filhos, a lei recomenda que a cadeirinha da mais alta seja colocada no banco da frente, do passageiro. Porém, Alessandra ressalta que essa não é a atitude ideal. “Isso reduz em 30% a proteção”, diz. Por isso, o planejamento familiar é muito importante. “Os carros têm que levar todo mundo”, completa Alessandra. 
 
No mundo ideal, o carro deve ter 7 lugares, para que todas as crianças fiquem acomodadas em suas cadeirinhas nos bancos de trás. E detalhe: se não tiver jeito, e for preciso colocar um assento no banco da frente, não esqueça de desativar todos os airbags. Isso porque eles também são feitos para quem tem mais de 1,45 cm. 
Prestando atenção nestas regras e detalhes, seu passeio será muito mais seguro. 
 
Consultoria: Alessandra Françoia, filha de Harry e Maria Luiza, é coordenadora geral da ONG Criança Segura.

Pais&Filhos TV