Mais

Brincar de ser mãe

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

As meninas adoram brincar de casinha, parece instinto mesmo. Se você tem uma filha entre 5 a 9 anos, já deve ter notado que essa é uma de suas brincadeiras favoritas. Isso porque a mãe é uma grande influência para a construção da identidade da criança. Brincar de “ser grande”, colocar o sapato da mãe ou não largar a boneca, antecipa comportamentos futuros e ajuda a criar conceitos sobre o mundo. Mas é preciso ficar de olho para a diversão não passar do ponto. Brincar de ser grande é saudável, porém, quando a criança começa a incorporar responsabilidades e ações adultas e a não querer sair do “personagem”, é hora de sugerir outra brincadeira e explicar que tudo tem seu tempo. Uma ideia é tentar participar da farra algumas vezes. Aí, você pode observar de perto, e a pequena pode interpretar outros papéis, como da professora, da prima, da avó e até da filha mesmo.

Consultoria: Amanda Elias Castanheira, filha de Ângela e Rassan, é psicopedagoga e escritora de livros infantis. TEL.: (11) 7251-2642

Anúncio

FECHAR

Pais&Filhos TV