Mais

Aperte os cintos

Viajar de avião com bebê não é fácil, mas algumas dicas podem ser úteis

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quem tem filho sabe que viajar com eles não é a tarefa mais fácil do mundo. De avião, então, nem se fala. Mas com um pouquinho de organização, e paciência, claro, a viagem pode ser muito tranquila. A primeira coisa a saber é que a maioria das companhias aéreas permite que você viaje com o seu bebê a partir do sétimo dia de vida. Porém, os pediatras recomendam que você espere o aniversário de 6 meses, no mínimo. Se for uma emergência, garanta que as suas vacinas estejam em dia.

Por incrível que pareça, a viagem em si com bebês pequenos tem menos percalços, uma vez que eles costumam dormir quase o tempo todo. O que toma tempo e pode dar dor de cabeça é a preparação mesmo. Se você ainda amamenta o pequeno, considere levar um sling para garantir a sua privacidade e o conforto dele. Como truque para evitar o zumbido na decolagem e no pouso, o alimente nesses momentos.    

Na hora de marcar a viagem, consulte a companhia aérea para requisitar um assento extra para a criança, serviço em que costuma ser cobrado uma taxa a mais. Dê preferência a lugares na primeira fileira, que fica mais próxima ao banheiro e tem mais espaço para a movimentação. Se não for possível, no dia do embarque, consulte os comissários sobre a possibilidade de trocar de lugar.

Anúncio

FECHAR

E o mais importante: não deixe de levar o carrinho por medo de não ser possível embarcá-lo ou achando que terá aborrecimentos na esteira de bagagem. Lembre-se de que carregar o pequeno o tempo todo por aí no colo pode ser exaustivo. Uma boa ideia é despachar o carrinho no portão de embarque, para evitar transtornos: garanta esse conforto com o atendente no check-in.

Já para as crianças um pouco maiores, o problema mesmo são as horas de voo. Por isso, se você garantir um assento só para o seu filho, pense seriamente na possibilidade de levar a cadeirinha, aquela mesmo de carro, para garantir a sua segurança e comodidade. Se fizer essa opção, a blogueira Claudia Beatriz, mãe de Nícollas e Dylan, que escreve no site Aprendiz de Viajante, alerta para que os pais tentem chegar com bastante antecedência no aeroporto e entrar primeiro no avião, pra ter tempo de posicionar a cadeirinha sem pressa. Grandes companhias aéreas, como a TAM, sempre embarcam as crianças com prioridade no voo; procure se informar.

Claudia também sugere que os pais levem pequenas distrações como livros para colorir e outros brinquedos silenciosos para as crianças mais inquietas. Brinquedos eletrônicos também são válidos, mas leve pilhas ou carregue a bateria antes de sair de casa. O importante é manter a calma e transmiti-la para as crianças. E bom voo.

Acesse
Tam
Blog Aprendiz de Viajante

Pais&Filhos TV