Mais

Amamentação 3D

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O tema da semana mundial de aleitamento materno deste ano é a troca de experiências entre as mães pela internet

Comunique-se! AMAMENTAÇÃO: uma experiência em 3D. Este é mote da Semana Mundial de Aleitamento Materno, que acontece entre 1º e 7 de agosto. O evento foi criado em 1992 para promover as quatro metas da Declaração de Innocenti, documento que nasceu de uma parceria entre a OMS (Organização Mundial da Saúde) e a UNICEF e tem como objetivo estimular a amamentação e garantir os direitos da mulher que amamenta. São elas:

Anúncio

FECHAR

– Estabelecer um comitê nacional de coordenação da amamentação;
– Implementar os 10 passos para o sucesso da amamentação em todas as maternidades;
– Implementar o Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno e todas as resoluções relevantes da Assembleia Mundial de Saúde;
– Adotar legislação que proteja a mulher que amamenta no trabalho.

A semana conta com palestras em diversas cidades do mundo. O tema deste ano pretende discutir a importância que as comunidades online têm para promover o apoio à amamentação. Além de redes sociais como o Facebook, as mulheres que querem amamentar podem contar com os grupos de e-mail, como o promovido pela Matrice, um grupo que apoia a amamentação e permite que as mulheres troquem experiências por meio da lista de discussão e também pelo blog da organização, que traz notícias, artigos e depoimentos baseados nas dúvidas mandadas pelas mães. A lista funciona como uma espécie de consultório/confessionário 24 horas: a mulher lança seu questionamento e as outras mães respondem. O movimento também é interessante porque resgata aquele cenário de antigamente, de ter as comadres e as mulheres mais experientes da família ali, prontas para ajudar com qualquer dúvida de última hora.

A própria Matrice surgiu a partir de uma dessas listas de discussão, a Materna SP, que trata de temas relacionados à gestação, ao parto e ao pós-parto. Em 2005, após alguns encontros presenciais com as interessadas no tema, Fabiola Cassab decidiu criar a Matrice para não sobrecarregar a lista e direcionar melhor o assunto. As mulheres da Materna SP têm bastante informação sobre aleitamento materno e os pediatras que entendem do assunto nem sempre podem te atender naquele momento de desespero no meio da madrugada. O perfil do grupo é de mulheres que têm e-mail e usam o espaço para descrever o problema; em geral elas têm liberdade para escrever bastante e um tópico trazido à tona pode render até 40 mensagens entre respostas e exemplos de outras mulheres que têm acesso à lista. “Eu mesma prefiro receber as dúvidas por e-mail porque, sendo um espaço maior, ali a mulher coloca suas dúvidas e anseios e assim dá para desenvolver mais a ideia”, defende Fabiola. A vantagem é a praticidade em ser atendida e a liberdade de poder se expressar sem pudores. Afinal, como Fabiola mesmo diz, é bem mais fácil do que pegar o carro e ir até a casa de cada mulher.  

Consultoria: Fabiola Cassab, mãe de Paola, fundadora da Matrice e membro da Abfan, presidente
da LABA – organização mundial que agrupa várias pessoas que trabalham com aleitamento materno no mundo  Marcus Renato Carvalho, pai de Clara e Sophie, pediatra e fundador IBFAN do Brasil

Pais&Filhos TV