Mais

A Culpa que é aliada da maternidade

Elaine conta o que está aprendendo com suas culpas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

A culpa pode ser boa se soubermos aproveitá-la.
 
Tem um slogan famoso que diz que quando nasce um bebê, nasce também uma mãe, mas o que esqueceram de nos dizer foi que junto com a maternidade vem também um sentimento horroroso chamado culpa.
 
Toda mãe já sentiu, não adianta dizer que não pois em algum momento da maternidade esse "monstrinho" da culpa vai pairar sobre sua cabeça nos fazendo perder o sono. Conheço mães (que hoje são avós) que a culpa é tão grande que acaba fazendo o que não deve com os netos por achar que errou demais com os filhos e agora quer consertar o que fez.
 
Mas podemos ter 2 atitudes frente a essa culpa, ficar se remoendo pelo passado, se culpar (olha ela aí de novo) por tudo de errado e/ou ruim que acontecer na vida dos filhos, ou então assumir essa culpa, analisar o que fez de errado e mudar. Podemos rever aquilo que não nos agradou, ver e tentar entender o porque daquilo e a partir disso agir diferente. Acho que a atitude que temos frente a essa culpa é que faz toda diferença.
 
Eu mesma já fiz muita coisa que me arrependo, eu já senti culpa várias vezes e por muitos motivos diferentes. Já briguei para que comessem, já deixei darem guloseimas para meus filhos só para não brigar, já deixei de brincar com eles para fazer as minhas coisas, já comprei brinquedos só para ficarem quietos.
 
Mas hoje, olhando para trás percebo o porquê que eu fiz tudo aquilo, foi tentando acertar, (pois nenhuma mãe faz uma coisa errada que se arrepende depois de maneira concsiente) e mesmo não tendo dado certo, consegui aprender com meus erros para não repetí-los. E isso é um grande aprendizado.
 
E a culpa vem de todos os lados, da cobrança que ouvimos por não termos "insistido" em um parto normal, em ter largado a carreira profissional para "só" cuidar dos filhos, em dar papinha industrializada, em ter colocado na escola muito cedo… enfim, muitas são as cobranças que fazem nossa cabeça quase explodir de tanta culpa. 
 
Hoje eu vejo a culpa como grande aliada na maternidade, pois com a culpa vem a reflexão, e com ela vem o aprendizado para ser uma mãe cada vez melhor. Não é errando que se aprende? 
 
E quanto aquela culpa que os outros nos impõe, eu tenho aprendido a ouvir e retenho somente aquilo que vai edificar minha vida, o resto entra por um ouvido e sai pelo outro.
 
Claro que eu odeio sentir culpa, ninguém gosta de fazer algo que  se arrepende depois, mas ela virá sem sombra de dúvidas, e quando ela vier sempre tento aprender e me aprimorar para que no futuro eu possa olhar para trás e sentir orgulho de todos os meus erros e acertos, e (tentar) não me culpar por aquilo que fiz. Será que eu consigo? Pelo menos estou tentando.

Pais&Filhos TV