Mais

10 Culpas de Mães: Deborah Gebran

Dez blogueiras contam as dez coisas que as deixam mais culpadas como mães

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A blogueira de hoje é a Deborah Gebran, mãe de Marinah, de um ano, que escreve o blog Simplesmente Mãe.

1 – Pensar em voltar a trabalhar só pra ter um pouco de vida própria. Na verdade, nem consegui ainda. Sou mãe em tempo integral;
2 – Deixar a Marinah com meu pais para sair com o marido. Sei que precisamos desse tempo e isso é supersaudável, mas me dói. Fico no passeio só pensando nela e falando dela;
3 – Gastar dinheiro comigo! Isso mesmo, parece ridículo, entretanto fico mal quando compro alguma coisa pra mim e não pra ela;
4 – Ficar irritada quando quero assistir alguma coisa na TV e ela quer brincar. Me dá um sentimento horrível;
5 – Ficar irritada quando ela me chama de madrugada, isso porque odeio essas interrupções da madrugada. Com a maternidade, também mudei nesse aspecto. Já não fico mais irritada;

Veja as 10 culpas de Patrícia Smith, mãe de Adam, do blog Mundo Ovo
Veja as 10 culpas de Isabela Kanupp, mãe de Beatriz, do blog Para Beatriz
Veja as 10 culpas de Cléo Silva Oliveira, do blog Eu e os Gêmeos

Anúncio

FECHAR

6 – Quando não estou a fim de cozinhar, me sinto supermal. Imediatamente, busco uma receita nova e me animo;
7 – Quando ela cai e se machuca, parece que sou uma mãe horrível e que não presto atenção nela;
8 – Uma culpa que vem me rondando é o fato de que, às vezes, esqueço de colocar um balde com água quente no quarto a noite, devido ao tempo seco, e ela fica com o nariz todo congestionado;
9 – A culpa me ronda na questão paladar da Marinah: essa garotinha está superseletiva e só come frutas e legumes de forma camuflada. Uma parte de mim sabe que tentei de tudo, fui supercuidadosa para que experimentasse tudo, mas outra faz com que me ache uma péssima mãe, que não consegue oferecer uma alimentação correta;
10 – A maior culpa do momento é o fato de tê-la colocado em uma escola que bagunçou a vida dela, deixou-a com um comportamento estranho, com medo das pessoas e extremamente ansiosa. Graças a Deus, já resolvi o assunto rápido. Agora, ela está em uma escola fantástica e muito feliz! Mas, essa culpa vou carregar para o resto de nossas vidas.

Participe também! Mande sua lista para o email naiara@revistapaisefilhos.com.br .

Pais&Filhos TV