Gravidez

Décima Semana


Mãe

Os enjoos atingem o ápice nesta semana. Seus olhos sofrem alterações, e as lentes de contato podem incomodar. Essas alterações acontecem porque a espessura da córnea costuma aumentar na gravidez. O ácido fólico é essencial para o desenvolvimento do sistema nervoso central do bebê. Até a 12ª semana, você terá que tomar um suplemento receitado pelo médico. Capriche no cardápio: carnes, ovos, feijão, lentilha, vegetais verdes escuros, como espinafre e brócolis e produtos com trigo integral.

Leia mais:
Enjoar durante a gestação é normal?

Bebê

Nesta semana o embrião é promovido oficialmente a feto (significa “produção, prole”). As circunvoluções, dobras do cérebro, começam a se formar. O esqueleto começa a se calcificar. Os dedos se separam, mas os dos pés ainda parecem leques. A língua passa a ter papilas gustativas. Ele pesa 4g e mede 31 mm. Braços e pernas começam a surgir.

Anúncio

FECHAR

Pai

A mãe pode ficar irritada com coisas que normalmente não a incomodariam. Tudo culpa dos hormônios e da ansiedade natural de quem vai se tornar responsável por cuidar de uma nova criança. Virar “manteiga-derretida” está no script. A mãe vive um processo de regressão para se identificar com o bebê, pode ficar um pouco bebê também. Claro que você está passando por reviravoltas emocionais, mas procure dar um apoio à mãe. Ela vai apreciar ser cuidada.

Veja mais:
Montanha russa de emoções

Gêmeos

Sim, grávidas de múltiplos estão autorizadas a ganhar mais peso durante a gestação, mas não é tanto assim. Enquanto uma grávida de um único feto pode ganhar de 10 kg a 16 kg caso inicie a gestação em seu peso ideal, a gestante que espera mais de um bebê pode engordar de 14 kg a 18 kg, por isso, se você já está enorme, atenção: converse com o médico e volte aos trilhos. Não é hora de fazer dieta, óbvio, mas cada caloria ingerida é importante.

Leia também:
De olho na balança

Alimentação

É importante consumir alimentos ricos em magnésio, mineral fundamental para o crescimento dos ossos do bebê. Pesquisam relacionam a ingestão de magnésio no primeiro trimestre de gravidez ao peso e altura de nascimento do bebê.  O mineral também ajuda a garantir músculos saudáveis, incluindo os do útero materno. Boas fontes do mineral são verduras verde-escuro, peixe, carne, leite, queijo, soja, milho, ervilha, castanhas, nozes, amêndoas, grãos integrais, semente de abóbora e de girassol e frutas secas, como damascos e uva passa).

Leia também:
o prato perfeito para a grávida