Gravidez

Décima Segunda Semana


Mãe

Evite mudar de posição bruscamente: você pode ficar tonta e até desmaiar por causa de alterações na pressão. Podem surgir pequenos nódulos ao redor dos mamilos. De vez em quando você pode se pegar se olhando no espelho e pensando: será que terei minhas formas de volta? Pode se sentir culpada por não se sentir mãe ainda nem ter vontade de falar com a barriga. Calma, conectar-se ao seu novo estado e ao bebê pode levar um certo tempo.

Veja também:
Cuide do coração

Bebê

As unhas começam a crescer e se desenvolve uma sensibilidade superficial na pele do bebê. Já é possível identificar os órgãos genitais: um especialista logo vai poder dizer, pelo ultrassom, o sexo do bebê, que estica braços e pernas e adora saltar, usando as paredes do útero como trampolim. Ele já pesa 14g e tem 54 mm.

Anúncio

FECHAR

Pai

A gravidez vai ficando mais concreta agora que é possível saber se o bebê que vem por aí é menino ou menina. Essa descoberta, em alguns casos, pode gerar uma pequena decepção, embora quase ninguém goste de admitir que tinha uma preferência original. A descoberta do sexo também faz parte daquele processo de ir substituindo o filho imaginário pelo filho real.

Leia mais:
Você prefere menino ou menina?

Gêmeos

É nessa semana que os gêmeos começam a se esbarrar no útero, pois já têm tamanho suficiente para isso. É, eles dividem o espaço desde sempre e têm experiências sensoriais que os bebês únicos não têm. Se a gravidez gemelar ainda não tinha sido identificada, de agora não passa. O ultrassom pode permitir identificar o sexo dos bebês. Na hora de montar o enxoval, lembre-se: idênticos ou não, cada um é uma pessoa. Prefira nomes e roupas diferentes, que marquem essa identidade. A maior parte dos gêmeos (70%) é fraterna (não-idêntica).

Veja mais em: Roupas para o enxoval 

Alimentação

Ok, você cortou o café, mas trocou-o pelo chá. Pode? Se você não passar de uma ou duas xícaras por dia de um chá como o de camomila ou erva-cidreira tudo bem, desde que você não acabe pulando lanches (lembre-se de que o ideal é fazer pequenas refeições de 3 em 3 horas). É melhor evitar o chá verde, que, por ter alto teor de antioxidantes pode prejudicar os níveis de ácido fólico da grávida. Os chás também podem prejudicar a absorção de ferro, favorecendo o desenvolvimento de anemia.

Pais&Filhos TV