Criança

2 anos e 6 meses


Esta fase

Nesta fase os dedos e pulsos do seu bebê estão mais fortes. Assim, não vai demorar muito para que ele comece a destampar potes e retirar embalagens de produtos, por isso, cuidado. Mesmo que ele já consiga identificar alguns perigos, continua imprevisível. Por mais que ele até pareça mais comportado, não se engane: é preciso estar atento. E forte. Seu filho já não afronta você a cada minuto, mas ainda vai questionar sua autoridade, sinal e que ele está crescendo bem. Gosta de comer sozinho e já usa o garfo. Nada de dar comida na boca, ele já está grandinho e gosta de exercer suas conquistas. Apesar de ainda não se vestir sozinho, já ajuda, esticando os braços e as pernas. Deixe-o tentar fazer as coisas sem ajuda, desde que não representem perigo, claro.

Seu filho

Agora que seu filho tem bem mais habilidade com as mãos, ele vai ser capaz de segurar um lápis e rabiscar usando movimentos cada vez mais complexos. Ainda que faça mais e mais à medida que se desenvolve, saiba que vai ser difícil – nesse começo – que ele desenhe dentro das linhas de um livro de colorir, por exemplo. Agora ele já entende o significado de várias palavras e já conhece as partes do corpo, peças de roupas, alguns animais e alimentos. Já não se refere a si mesmo na terceira pessoa, descobre-se como um “eu”: “Eu quero, eu vou…”, usa os artigos, sabe negar (claro…) e começa a usar os advérbios. Ainda se opõe aos pais, mas de maneira menos radical. Começa a ficar mais gregário, demonstrando interesse pelas crianças de sua idade.  Descobre que meninos e meninas são diferentes e a qual gênero pertence. Muitos já não usam fraldas durante o dia, mas talvez ainda durmam com elas.

Como ajudar

Fique ao lado do pequeno quando ele for desenhar. Elogie, pergunte e dê ideias para que ele explore ainda mais a criatividade e mostre a você o poder de associação que já possui. Nesta fase, ele já empilha e encaixa cubos e consegue montar quebra-cabeças simples, além de conseguir associar dois objetos da mesma cor. Escolha brinquedos que explorem essas habilidades, há boas opções em lojas de brinquedos pedagógicos ou em linhas para crianças pequenas das grandes marcas. Fique atento à faixa etária indicada, pois a ideia é desafiar, não gerar frustração. Os problemas relacionados ao sono talvez ainda não tenham sido resolvidos. O melhor é não ter pressa de fazer seu filho dormir. Reserve um tempo para ficar bem colado nele antes de apagar a luz: conte como foi seu dia, pergunte como foi o dele, fale como você era nessa mesma idade, leia um livro, conte histórias e a cantiga de ninar predileta dele. Assim, a separação fica mais fácil.  

Anúncio

FECHAR

Preocupações comuns

Agora seu filho já terá noção do que é desobedecer e vai até ficar um pouco envergonhado em certas situações. Além disso, ele também perceberá quando agradou. Esse momento é perfeito para estabelecer melhor a noção do que é permitido ou proibido. Acredite, ele vai aprender as regras. Tem de repetir, repetir, repetir. Faz parte da job description de pai e mãe, não tem jeito. As dificuldades para dormir e os pesadelos ainda podem ser frequentes, assim como os ataque de birra. Procure evitar que seu filho fique cansado, com fome, irritado. E, se o ataque acontecer, respire e tente manter a calma. Fique perto dele, ajoelhe-se e fale firmemente com ele. Se seu filho bateu em alguém, diga que isso não é bacana. Traduza sempre as emoções dele para que ele as entenda: “Sei que você ficou chateado de sair do parquinho, mas precisamos ir para a casa da vovó agora”.

Você

Abuse do sentimento de orgulho que ele já adquiriu e elogie seu filho toda vez que ele tiver uma atitude positiva. Isso fará com que ele repita boas ações e deseje novos elogios, buscando um comportamento bacana – dentro do que um bebê dessa idade pode fazer, claro.  Procure ser realista: ele não vai se comportar perfeitamente sempre. Uma ou outra crise ainda vai acontecer (e assim será a vida toda), é do jogo e isso não significa que seu filho está infeliz ou que você é um péssimo pai ou mãe. Seu filho começa a falar com mais fluência, mas ainda vai cometer erros. Contenha-se e não corrija-o o tempo todo. Mais cedo ou mais tarde, seu filho vai surpreendê-lo com aquelas tiradas que vão mostrar tudo o que registrou até agora. Relaxe um pouco e aproveite que ele já não usa fraldas durante o dia e está um pouco mais independente. Deixe-o um pouco com as avós e vá namorar por umas horas, pegar um cinema, jantar fora…  

Pais&Filhos TV