Criança

5 anos


Este ano

Aos 5 anos, a criança já consegue entender mais seus colegas. Consegue realizar atividades em grupo, na escola, por exemplo, e percebe que as outras crianças também têm sentimentos, medos e vontades e respeita mais essas diferenças. Ele passa a compartilhar mais e têm facilidade para fazer novas amizades. Ainda não distingue totalmente o real do imaginário (não mente, mas imagina demais), nem o que é dela ou dos outros (por isso o conceito de “roubo” ainda não se aplica). Aos poucos começa a se localizar no tempo (manhã, tarde, noite, amanhã, ontem…) e no espaço (atrás, na frente, embaixo, em cima…).

Seu filho

Tablet, celular, computador… tudo isso parece nascer com as crianças de hoje. Mas, conforme elas crescem, o tempo usando essas tecnologias vai se intensificando e é preciso um pouquinho de controle por parte dos pais. O melhor lugar para o computador é na sala de estar, onde você possa checar o que seu filho está acessando. Como a gente bem sabe, para quase toda palavra que jogamos no Google aparece alguma imagem inadequada.  Use filtros e programas que bloqueiem links impróprios para menores. Existem smartphones que permitem criar uma área separada para a criança, separada da sua, que fica resguardada por senha.

Como ajudar

Seu filho pode estar naquela fase em que adora dizer palavrão e repetir palavras como xixi e cocô. Nada mais normal. Sim, é bacana mostrar que essas palavras não são adequadas em todos os ambientes, mas sem grandes dramas. E, se você não quer que ele fale muito palavrão, dê o exemplo. A criança quer fazer as coisas sozinha, tirar e por a roupa, escolher o que vai vestir. Permita, mesmo que fique meio descombinado. Como seu filho está aprendendo a se situar no tempo, é um bom momento para conversar sobre a história da família, dos avós, bisavós. Conte que o tio dele é irmão do pai, que os primos são filhos do tio. É importante se sentir parte de um clã.

Anúncio

FECHAR

Preocupações comuns

O sono se torna mais consistente, e seu filho dorme de 10 a 11 horas por noite. Estabelecer um horário para dormir e para acordar é crucial. O ideal é que ele seja o mesmo durante os sete dias da semana, para manter o bom funcionamento do relógio biológico da criança. Não deixe de contar histórias que dão medo, desde que acabem bem. Seu filho fica aliviado, pode acreditar. Se seu filho vive com sono, além de checar se está dormindo o suficiente (ente 10h e 11h nesta fase), perceba se está desanimado, trocando as brincadeiras pela cama. Nesse caso, pode ser um sinal de depressão. Fale com o pediatra para descartar causas orgânicas. Agora ele já deve controlar a bexiga à noite. Se ele ainda molha a cama, também é o caso de falar com o médico. Nada de criticá-lo ou ridicularizá-lo por causa disso, que não vai ajudar em nada.

Você

A criança está ganhando cada dia mais independência, então, aproveite esse momento para ensinar mais sobre a higiene do corpo dela. Você pode indicar muitas coisas por meio de brincadeiras, e fazer da hora do banho uma verdadeira festa. Esponjas divertidas, xampus coloridos e brinquedos aquáticos: todos podem ser grandes aliados. Faça a higiene dos pontos principais, mas deixe algumas partes para ele mesmo lavar, como os pés. Pode ser que seu filho queira escovar os dentes sozinhos, É bacana deixar e, depois, dar uma retocada na limpeza você mesmo. A escovação antes de dormir é a mais importante, não a deixe só por conta dele. Pode ser que seu filho já consiga amarrar os sapatos, mas muitas crianças só vão desenvolver essa habilidade mais tarde. Não se preocupe, ele vai aprender, não precisa ter pressa.