Bebês

6º mês


Este mês

Chegou o período tão esperado, a partir desse mês você poderá começar algumas mudanças na alimentação do bebê. O ideal é começar com uma fruta de cada vez e observar as reações. Tente começar com 10 à 20g por dia, até chegar a 100 a 150g. Depois pode-se associar os sucos. “Inicie com o suco de frutas pela manhã, no intervalode duas mamadas (primeiro a laranja lima, depois mamão, pera, melão, maçã). Depois do suco, ofereça a papa de frutas amassadas ou raspadas com a colher (banana maçã, prata ou nanica, maçã, melão, abacate, mamão, pera, manga) à tarde”,detalham Lara Natacci, mãe de Vitor, Bárbara e Júlia, nutricionista da DietnetAssessoria Nutricional e autora do livro DietBook – Gestante e Deborah Martoni, filha de Rosely e Ernesto, também nutricionista da DietNet Assessoria Nutricional. Após a aceitação da papa de frutas, recomenda-se o uso de algum cereal fortificado com ferro, como o cereal de arroz, aveia ou cevada, que deve ser dado inicialmente na quantidade de 1 a 2 colheres de sopa ou menos, diluído no leite materno ou fórmula, com consistência ainda fina, com uma colher.

Seu bebê

Com quase o dobro do peso que tinha quando nasceu, o pequeno já está mais criativo, usa e abusa de seus brinquedos. Ele já estica a mão para pegar algum objeto. Balança, levanta e deixa cair o binquedo. Pura farra! Aos poucos, ele passa a entender, também, o sentido da palavra “não” – graças ao tom de vozque você usa para dizê-la. Ele também já senta ereto no chão e já consegue ficar inclinado. Ele também pode conseguir se sentar sozinho e fazer movimento usando somente uma das mãos. Cada vez mais fascinado, ele vai explorar todos os buraquinhos – boca, nariz, ouvido.

Você

A música começa a ter influência nas atitudes do bebê e você também precisa relaxar e se divertir – mesmo em casa. Coloque sua canção preferida e perceba como ele balança braços e pernas com canções animadas e pode até dormir com aquelas que são mais tranquilas.

Anúncio

FECHAR

Preocupações

Em geral, nessa fase o leite já não é suficiente para atender às necessidades nutricionais do bebê. Por isso, é preciso introduzir novos alimentos na sua alimentação. “A partir dos 6 meses inicia-se a introdução alimentar. Ofereça frutas, legumes, verduras, grãos, leguminosas, cereais, bem cozidos, mole e macios para que o bebê possa mastigar com as gengivas e com os dentes que já tiverem nascido”, explica Natália Werutsky, nutricionista, chef e autora do livro “Gravidez, Parto e Aleitamento: Recomandações de NUTRIÇÃO e Cuidados com o Bebê”. A alimentação com sólidos deve ser gradual, comece com pequenas quantidades – duas ou três colheres no máximo – e aumente aos poucos.

Como ajudar

Estimule seu bebê, você pode ajudar a criança a desenvolver sua força e coordenação motora necessárias para sentar, engatinhar, andar e arremessar com exercícios simples como o ajudando a ficar de pé no seu colo dando pulos ou erguendo seu corpo para ele se sentar. Outras atividades motoras podem ser estimuladas com brincadeiras de blocos, animais de pano e objetos domésticos normais como telefones e potes plásticos vazios

 

Pais&Filhos TV