Bebês

1º mês


Este mês

A forma que seu filho vai encontrar para se comunicar será o choro. Prepare-se para ouvir muito desse chorinho. Aos poucos, você poderá entender quando ele está com cólica, fralda suja ou apenas querendo o colo dos pais.

Seu bebê

No primeiro mês, seu bebê já vai ser capaz de fazer muitas coisas para te encantar. Ele poderá erguer a cabeça, se estiver deitado de bruços, ou mesmo mirar o rosto de alguém. Ele provavelmente será capaz de reagir ao som de uma campainha – seja chorando ou demonstrando um susto e, quem sabe, de fazer outros tipos de vocalizações, além do choro, como sons suaves.

Você

Tome cuidado redobrado com as auréolas mamárias e mamilos para diminuir o surgimento de rachaduras, que costumam ser extremamente dolorosas. Alguns hidratantes costumam ser eficazes na prevenção deste problema, converse com seu dermatologista e veja qual a melhor opção. 

Anúncio

FECHAR

Preocupações

Aproximadamente 80% das mães desenvolvem um quadro chamado “blues” materno. Essa fase pode durar entre 1 e 2 semanas e se caracteriza por um choro fácil, um pouco de desânimo e aumento da sonolência. Já a depressão pós-parto é um quadro mais acentuado, no qual a mulher pode chegar a ter dificuldade de se relacionar com seu filho, sendo necessária a ajuda de terceiros para que a criança seja cuidada adequadamente.  “Esses quadros de depressão podem já ter o risco de ocorrência detectados durante o pré-natal. Antecedentes de quadros depressivos, demonstração de irritabilidade extrema no período pré-menstrual (TPM), gravidez não desejada, gravidez contrária à vontade do pai, situação civil irregular, gravidez repudiada por familiares, carência social e outros fatores capazes de desestabilizar emocionalmente a relação entre a paciente e sua gravidez”, relata o especialista em medicina fetal da Alta Excelência Diagnóstica, Jurandir Piassi Passos, pai de Isabella e Natália. É importante fazer o acompanhamento da gestante já durante o pré-natal para uma possível identificação e controle do quadro.

Como ajudar

Ainda na maternidade, tire todas suas dúvidas sobre a possibilidade de desenvolver depressão pós-parto, conte suas preocupações – sobre sono, alimentação, comportamento etc. Depois, quando chegar em casa, faça um diário ou caderno que deve ser exclusivo para o bebê. Isso vai te ajudar a ter forças para ver seu filho crescer sem passar por crises de depressão. Neste fase, você poderá se desesperar com algumas situações (ainda mais se for mãe de primeira viagem), mas acalme-se! Bebês choram, têm fome, frio ou calor e precisam de afeto. Entenda seu filho, com algumas semanas você já saberá lidar com grande parte dos seus medos.

Pais&Filhos TV