Gravidez

Mãe abaixo do peso

Mulher com anorexia que acreditava ser estéril dá à luz

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A primeira vez que Katy Bassett foi diagnosticada com anorexia, ela tinha 12 anos. Durante a adolescência, ela chegou a pesar assustadores 20 kgs e foi considerada infértil pelos médicos, já que ficou anos sem menstruar.

Mas, aos 27 anos, apenas 3 meses depois de casar, ela se descobriu grávida. E foi aí que começaram os problemas: Katy estava com a doença controlada desde os 18 anos e chegou a pesar quase 60 kgs, um peso saudável para uma mulher de 1,8 m. Só que, ao descobrir que estava esperando pelo primeiro filho, ela parou de comer.

Na 11ª semana de gestação, ela se alimentava apenas de pequenas porções de frutas e foi internada, já que faltavam nutrientes para ela e para que o bebê se desenvolvesse corretamente.

Anúncio

FECHAR

No hospital, a situação de Katy piorou e ela desenvolveu pregorexia, quando a doença se manifesta durante a gestação. Os médicos tiveram que realizar um procedimento para que ela se alimentasse através de um tubo e pudesse dar os nutrientes necessários para o pequeno.

Mesmo com todos os cuidados, Evan nasceu na 30ª semana de gravidez, já que Katy teve uma infecção grave no tubo que os alimentava. O bebê nasceu com menos 2 kgs por cesárea e teve que ficar algumas semanas em tratamento.

Evan e o pai foram para casa, mas Katy permaneceu internada por quase um ano até controlar a anorexia novamente. “Foi terrível. James só podia me visitar uma vez por semana com Evan. Ele foi uma rocha e, felizmente, minha mãe nos ajudou com o bebê”, contou Katy ao Daily Mail.

Atualmente, Katy está saudável e já planeja ter outro filho, já que Evan comemorou seu terceiro aniversário. “Eu olho sempre para o Evan e penso que ele é um bebê milagroso. Então, lembro de quanta sorte tenho por ambos estarmos aqui juntos”, comentou.

Pais&Filhos TV