Gravidez

Homens também precisam fazer exames pré-natal

Medida pode prevenir uma série de doenças e complicações, transmitidas do pai para a mãe e, consequentemente, para o bebê

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

PAIS-PRE-NATAL_shutterstock_367071926

Quando um casal decide ter um bebê, o ideal é a mulher consultar seu ginecologista antes de engravidar para realizar os exames necessários e ver se está tudo bem. Como muitas vezes isso não é possível, o indicado é fazer esse acompanhamento assim que a gestação é descoberta. Mas não são só as mulheres que precisam fazer esse check-up, os pais também precisam verificar como está sua saúde.

Essa avaliação é chamada de pré-natal masculino e consiste em uma bateria de exames de sangue, que englobam avaliação de sorologias e confirmação de tipagem sanguínea. A medida pode evitar uma série de doenças e complicações, transmitidas do pai para a mãe e, consequentemente, para o bebê, como doenças sexualmente transmissíveis e virais por via aérea.

Anúncio

FECHAR

Ainda na fase pré-concepcional, os futuros pais procuram fazer exames como os de hepatites B e C, grupo sanguíneo e fator Rh,HIV, VDRL, dentre outras infecções e glicemia. O acompanhamento pode também revelar o histórico genético do pai e prever algumas possibilidades de síndromes em geral, malformação fetal, doenças cardiovasculares e diabetes.

Segundo o chefe do setor de obstetrícia e medicina fetal da Clínica Perinatal, Renato Sá, além de benefícios para a saúde, o pré-natal do pai também evidencia um companherismo com a mãe, o que proporciona uma gestação mais tranquila e feliz. “Os homens ainda são um pouco tímidos ou resistentes para a ideia, mas é crescente a vontade deles de participarem dos mínimos detalhes da gestação, preocupando-se com a saúde deles e da família”, finaliza