Gravidez

Esqueça o cafezinho

Mulheres que consomem muita cafeína têm dificuldade para engravidar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Pesquisa aponta que mulheres que consomem muita cafeína têm mais dificuldades para engravidar

Tomar café quando bate o sono, almoçar com um copo de refrigerante ao lado e fazer um chá antes de dormir podem dificultar sua vontade de ter filhos.

Anúncio

FECHAR

Uma pesquisa da Universidade de Nevada descobriu que a cafeína interfere nas células responsáveis por transportar os óvulos do ovário até o útero das mulheres, fazendo com que as trompas não se contraiam eficientemente.

Saiba o que (não) comer durante a gravidez

Uma pesquisa anterior já havia encontrado a cafeína no fluído folicular que revestia os óvulos das mulheres. Em 2002, uma pesquisa feita com 221 casais concluiu que a fertilização in vitro tinha mais chances de dar errado quando a mulher ingeria mais de 50 miligramas de cafeína por dia.

O site Time Healthcare aponta que a média de consumo de cafeína entre as mulheres é de 100 miligramas por dia. As grávidas devem consumir no máximo 200 mg da substância por dia, o que corresponde a duas xícaras de café expresso.

A substância também está presente em chás mate, verde e preto, e refrigerantes de cola.

Pais&Filhos TV