Gravidez

Entenda por que engravidar depois dos 45 não é normal

Cada vez mais mulheres depois dos 45 engravidam. Mas será que é normal?

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Por Marianna Perri, filha de Rita e José

A medicina avançou muito nos últimos anos: vacinas são criadas, curas são descobertas e o tempo de vida aumenta cada dia mais. E com isso vêm as conseqüências: até que ponto o nosso corpo, que se mantém o mesmo, consegue suportar estas mudanças? E socialmente, qual o efeito desta longevidade e nova qualidade de vida?

Em meio a tudo isso, surge um grupo de mulheres que resolveram adiar a maternidade, sempre com a possibilidade de que, sim, é possível engravidar em qualquer idade. Pode até parecer estranho, mas estas mulheres estão engravidando, amamentando e descobrindo a maternidade depois dos 50.

Anúncio

FECHAR

E não pense que esta novidade se restringe apenas a outros países. Por aqui, o tema virou até discussão de novela. Em Fina Estampa, atual folhetim da Rede Globo, os personagens Paulo (Dan Stulbach) e Esther (Julia Lemmenrtz) enfrentam uma crise conjugal quando ela decide se tornar mãe tardiamente através de uma fertilização in vitro, com óvulos e sêmen doados.

A gravidez tardia também acontece na vida real. A atriz Solange Couto engravidou naturalmente aos 54 anos de seu terceiro filho. Kelly Preston, mulher de John Travolta, também deu à luz tardiamente: Benjamin nasceu quando a mãe tinha 47 anos.

Mas até que ponto é saudável gerar um bebê depois dos 45? É possível amamentar? E como seria criar uma criança tão próximo dos 60 anos? É para responder estar e outras perguntas que fizemos um especial sobre a gravidez tardia. Confira!

Quase na menopausasaiba por que a gestação da mulher mais velha é diferente

É possível, mas devemos?alguns médicos já defendem uma idade limite para tratamento conceptivos

Guardando para o futurotudo que você precisa saber sobre o congelamento de óvulos

Pais&Filhos TV