Família

Uma família diferente

Nossa colunista e mãe solteira fala sobre um novo formato de família

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Mesmo separados, ou sem nunca terem sido casados, pai e mãe nunca deixarão de ser pai e mãe. Um relato emocionante da nossa colunista Flávia Werlang sobre a sua “família diferente”

 

Moro no interior de Santa Catarina, em Chapecó. Esta semana aqui está muito frio e minha filha ficou doentinha, gripada e com dor de garganta. Ontem fui levá-la à pediatra. Mr. Pai, apelidei assim o pai da minha filha para manter o anonimato dele, foi junto comigo. Na sala de espera para a consulta, vivemos algo inédito: durante dez minutos pude conversar com ele sobre as descobertas da Luna, que está com oito meses.

Anúncio

FECHAR

Mostrei o primeiro dentinho que está despontando na gengiva dela. Também contei que quando ela escuta qualquer tipo de música começa a sacudir o corpinho, dançando. Cantei “Atirei o pau no gato” para mostrar a peripécia da nossa filha. Era a primeira vez que parecíamos uma família.

Mais tarde, na volta da consulta, no carro, ele comentou sobre o abandono durante a gestação: “Quando a Luna crescer vou explicar a ela que estive ausente na gravidez, mas se eu pudesse voltava no tempo e faria tudo diferente”. Ele não me pediu em casamento. Não pediu para sermos uma família feliz de comercial de margarina, mas admitiu a falha com a nossa filha. Simples assim.

Mais tarde, relembrei algo que minha amiga e psicóloga, Solange Wertman, sempre me falava durante a gestação e muitas vezes eu não acreditava. Ela dizia que muitos homens têm dificuldade de se verem como pais. “Isso costuma acontecer só depois do nascimento da criança, quando ela se materializa!”, afirmava. E foi isso mesmo que aconteceu. Durante a gravidez, nas poucas vezes em que vi o pai da minha filha, notava o seu olhar de pânico quando via minha barriga. Eu sentia vontade de fazer um buraco no chão, feito “tatu”, e me enterrar! Assim que a Luna nasceu tudo mudou. Ele aprendeu a amá-la.

 
Flávia Werlang, mãe de Luna, autora do blog Grávida, estado civil mãe (solteira). Esta coluna é destinada a todas mulheres que, assim como eu, engravidaram “sozinhas”.

Pais&Filhos TV