Família

Tempero certo! Grávidas e crianças podem comer pimenta?

Esse e outros temperos fortes devem ser inseridos com cuidado na rotina alimentar

Isabela Kalil de Lima

Isabela Kalil de Lima ,Filha de Kátia e Fabio

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Há quem ame e quem odeie os temperos fortes, como pimenta, curry e gengibre. Quando se trata das grávidas e das crianças pequenas, no entanto, o consumo desses alimentos vai muito além de uma questão de gosto.

A ingestão desses condimentos não faz mal para a formação do bebê na barriga, de acordo com a nutricionista Adriana Pantaleão, mãe de Ana Julia e Luiz Augusto, mas podem causar azia e enjoo momentâneos na gestante. Portanto, é bom evitar.

Refluxo, dor de barriga e intestino lento também podem estar entre as reações do consumo de pimenta e outros temperos pelas grávidas. “Mas se a mãe já está acostumada a comer e não sente nenhuma dessas complicações, não tem problema”, tranquiliza a nutricionista da Clínica Nutrêz.

Anúncio

FECHAR

Patricia Rondello, filha de Ana e Sergio e nutricionista da NotreDame Intermédica, confirma. “Não existe uma proibição, mas é bom não exagerar.” Bom senso é a expressão chave! Conhecer seu corpo para saber sentir essas reações também é importante. Aquela pitada de pimenta no tempero do feijão ou a lasca de gengibre no suco não fazem mal.

Já para as crianças pequenas, é preciso tomar mais cuidado com esses temperos. Antes dos dois anos, nada de condimentos fortes, nem mesmo sal. “Nem uma pitada. Mesmo que a criança, já tenha a parte intestinal formada, é importante evitar para minimizar possíveis reações alérgicas”, explica a nutricionista Adriana.

Depois dos dois anos, os temperos e o sal (em pouca quantidade) estão liberados. Mas, com moderação, claro, e prestando atenção em outro ponto.  “O excesso de sal e temperos pode mascarar o sabor dos alimentos. E isso é perigoso quando as crianças estão na fase de adaptação do paladar”, comenta a nutricionista Patrícia.

O ideal é dar preferência para temperos e ingredientes naturais. Nada como alho, cebola, salsinha e cebolinha! Sal e pimenta não devem ser vistos como vilões, mas quanto mais pudermos evitar na alimentação das crianças, melhor.

Leia também:

Como os pais podem manter a alimentação saudável dos filhos? Aprenda!

Como alimentar seu filho em cada fase da infância

Conheça 15 dicas incríveis sobre alimentação infantil

Pais&Filhos TV