Família

Sódio, não!

Ministério da Saúde quer reduzir a quantidade de sódio nos industrializados

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O Ministério da Saúde pretende reduzir a quantidade de sódio nos alimentos processados no país. A ideia é reformular produtos como caldos, temperos e margarinas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a quantidade ingerida diariamente seja de cerca de 2 gramas de sódio, que equivalem a 6 gramas de sal de cozinha.

O consumo exagerado de sódio por crianças pode causar vários problemas, como hipertensão arterial, obesidade, problemas renais, retenção hídrica, problemas cardíacos e de circulação sanguínea. E não são só as crianças que têm que maneirar: o consumo exagerado durante a gestação aumenta o risco de aborto, do trabalho de parto prematuro e de morte súbita do feto.

Na correria do dia a dia, sem perceber, nós acabamos consumindo muitos alimentos com sódio. Entre os principais, estão os embutidos, os enlatados, os temperos prontos ou conservantes e sucos. Conversamos com a nutricionista Alessandra Missio, mãe de Gabriela, para saber que tipo de medidas podemos tomar para diminuir o consumo de sódio, confira:

Anúncio

FECHAR

 1. Reduzir todos os temperos e caldos prontos;

2. Utilizar produtos naturais e ervas para temperar o alimento;

3. Retirar o saleiro da mesa, para evitar adição de sal no prato;

4. Criar o hábito de consumir alimentos naturais desde a infância e temperados naturalmente;

5. Ter o hábito de ler as embalagens dos alimentos para saber a quantidade de sódio.

Consultoria: Alessandra Missio, mãe de Gabriela, é nutricionista.

Pais&Filhos TV