Criança

Pesquisa diz que filho do meio é o mais complicado. Você concorda?

Aa criança no. 02 teria mais chances de arrumar problemas

Elisa Marconi

Elisa Marconi ,mãe de Luiza e Daniel

brigas entre irmãos

(Foto: ShutterStock)

Uma pesquisa recente coordenada pelo cientista Joseph Doyle garante que aquela lenda que o filho do meio é o mais rebelde e o que dá mais trabalho pode ser mesmo verdade. Imagine que ele sugere que a ordem de nascimento dos filhos influenciaria até na chance da pessoa ser delinquente no futuro.

O estudo colheu dados de milhares de grupos de irmãos dos Estados Unidos e da Dinamarca e aponta que filhos do meio têm entre 25% e 40% mais chances de sofrerem sérios problemas na escola ou com a lei, na fase adulta.

Uma das razões para isso, segundo os cientistas é que o jeitão da educação dada pelos pais muda de filho para filho. Os primogênitos receberiam mais atenção, porque foram exclusivos por um tempo e os caçulas recebem mais mimos, porque não haverá outros bebês depois deles. Assim, o filho do meio teria de competir mais pelo amor dos pais.

Anúncio

FECHAR

 

Leia Mais:

Irmão mais velho ajuda o bebê a fugir do berço e o vídeo bomba na internet

Filho mais velho, do meio, caçula… Entenda o papel de cada um segundo a Antroposofia

45 cenas de crianças conhecendo seus irmãos pela primeira vez

 

Pais&Filhos TV