Família

Eu, ela, as crianças e o mundo

Acompanhe as fotos do casal que viajou pelo mundo com seus quatro filhos pequenos (e de bicicleta!)

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Ao todo, foram mais de 20 países que Martin Glauer, de 30 anos, e a mulher Julie, de 40, visitaram ao longo de um ano com os quatro filhos pequenos: Moses, Caspar, Turis e Herbie. A aventura já seria de impressionar (quantos pais já desanimaram de viajar só em pensar nas malas, remédios e preocupações com os pequenos?). Mas nada disso impediu o casal que sonhara em conhecer o mundo de uma maneira sustentável – e a forma escolhida foi pedalar de bicicleta pelos países selecionados!

Depois de cinco anos (e quatro filhos), eles decidiram realizar o sonho. Para isso, venderam a casa, contaram com a ajuda de familiares e da empresa onde trabalhavam e fizeram bastante exercício físico para garantir o ânimo e “dar conta do recado”: eles pedalavam cerca de 35 km por dia, média realizada durante todo o percurso. Para testar, fizeram uma viagem de preparação à Romênia para perceber se os filhos tinham o espírito de aventura necessário. Como os meninos ficaram bastante animados, o casal prosseguiu a viagem; selecionaram países mais planos e tentaram sempre fugir do inverno, carregando menos roupas e sacolas. A família preferiu acampar e se alojar em casas de famílias locais a ficar em hotéis ou pousadas.

Anúncio

FECHAR

Junto com o irmão de Julie, criaram um site chamado “Global Mobile Family” para postar todas as aventuras vividas em cada lugar visitado.

Com mini-trailers acoplados às bicicletas, as crianças viajaram confortavelmente protegidas por uma lona que os isolavam do frio, da chuva, de mosquitos e demais insetos. Além disso, os mini-trailers possuíam cinto de segurança para os três filhos mais velhos e uma cadeirinha para o caçula, que tinha apenas 9 meses na época.

Durante o tempo da viagem, eles encontraram algumas “paradas obrigatórias”, sempre cuidando da disposição e saúde dos quatro pequenos acompanhantes. No site, o casal conta que se garantia com remédios, pias e chuveiros portáteis – e lembraram que sempre andavam com água, frutas e pão integral, para garantir a barriga cheia mesmo em movimento.

Martin e Julie garantem ser mais barato viajar com os filhos desta forma (mesmo contando com as passagens de avião, que o mais novo não paga e o segundo paga só metade) do que levar uma vida normal na Alemanha, onde é preciso pagar renda da casa, combustível do carro e aquecimento, entre outras despesas. Eles calcularam gastar em média pouco mais de 68 mil reais no ano. Além de vender a casa, eles tiveram patrocínio de algumas empresas e uma ajuda financeira da empresa de Martin, que pagou pelas bicicletas e os instrumentos devidos para aconchegarem as crianças.

Mais fotos e informações no site da família.