Criança

É possível levar uma vida mais positiva e transmitir isso para os filhos

Consultor em física quântica explica a teoria da epigenética e lista atitudes para levar uma vida mais leve

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

atitude-positiva

(Foto: Shutterstock)

Existe sim uma forma de ter uma vida mais positiva e, em consequência, passar para os filhos essa maneira mais leve de viver. Segundo a teoria epigenética, o estilo de vida e as influências do meio ambiente podem redefinir os genes e a qualidade de vida como um todo.

Para Wallace Liimaa, pai de Ana Marta e Tainá, consultor em física quântica, com foco em saúde, qualidade de vida e transformação pessoal, apenas 5% das doenças têm origem na genética; os outros 95% têm a ver com o estilo de vida que adotamos. Na epigenética, a química que tem no sangue está associada aos hábitos alimentares, a estrutura das crenças (pensamentos, sentimentos repetidos) e acaba criando uma química na corrente sanguínea, que vai levar essa informação através da membrana celular até o interior da célula, mudando a forma como os genes se expressam, inibindo a expressão genética de uma doença, por exemplo.

“Os hábitos alimentares, as crenças, como você gerencia seus pensamentos e emoções, tudo isso influencia em uma vida estressante ou uma vida com qualidade”, disse Liimaa em entrevista à Pais&Filhos.

Anúncio

FECHAR

O consultor elencou 5 atitudes para ajudar pais e filhos a terem uma vida mais positiva e feliz.

– Prefira consumir alimentos orgânicos. Investir um pouco mais na alimentação agora garante uma vida mais saudável no futuro e livre de doenças causadas por agrotóxicos.

– Exercite o sentimento de gratidão diariamente e transmita isso para os seus filhos. “Escolha 10 coisas para agradecer todos os dias quando levantar. Vale qualquer coisa. Pensamentos bons liberam hormônios do bem-estar como serotonina e ocitocina”, completou Liimaa.

– Evite reclamar. Quando reclamamos demais também passamos esse hábito para os nossos filhos. “Reclamar gera sentimentos ruins e o corpo, consequentemente, libera hormônios do estresse.”

– Tire um momento do dia para lembrar coisas boas ou se imaginar em situações felizes.

– Tenha o hábito de se automassagear com óleos essenciais e também massagear o seu filho, enquanto cria bons pensamentos. “Se a mulher estiver grávida, pode massagear cuidadosamente a barriga.”, indicou o consultor.

A teoria da herança epigenética ainda é polêmica. O que é cientificamente aceito hoje é que a única forma de transmitir informação biológica entre as gerações é através do DNA. Mas fica a dica. Seguir essas recomendações com certeza só vai ajudar.

Leia mais: 

Marido causa mais estresse do que filhos, diz estudo

Meditação: ferramenta poderosa contra o estresse na gravidez

Estudo revela qual é o período do dia de maior estresse para mães e pais