Família

Área cerebral é responsável por sentimento pela família

Brasileiros são responsáveis pela pesquisa que pretende entender emoções humanas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

19/10/2012
 
Pesquisadores brasileiros realizaram estudos que descobriram áreas do cérebro que são responsáveis pelos sentimentos. A pesquisa, divulgada no Journal of Neuroscience, pretende compreender como se desenvolvem os sentimentos humanos, como a afiliação, que é o carinho e o apego que sentimos por nossos familiares. Os responsáveis pelos estudos, realizado pelo instituto D’or, acreditam que é possível entender comportamentos cerebrais que acabam resultando em depressões. 
 
Para realizar as pesquisas com humanos, o grupo de cientistas desenvolveu frases com o objetivo de estimular sentimentos, positivos e negativos, de afiliação. Os voluntários precisaram ler, aproximadamente, 200 frases para que as reações fossem analisadas por meio de um aparelho de ressonância magnética. Assim, as áreas dos cérebros mais estimuladas foram a da região septo-hipotalâmica, consideradas responsáveis pelos mecanismos de sentimentos e relacionamentos sociais. 
 
Algumas das frases usadas na realização dos estudos foram: 
 
– Você ensinou seu filho a andar de bicicleta e ele agradeceu com um abraço.
– Você juntou fotografias velhas de sua infância e fez um álbum para sua mãe. 
– Você esqueceu seu aniversário de casamento e sua esposa ficou muito desapontada.
 
Em entrevista à revista VEJA, o neurocientista Jorge Moll Neto, presidente do Instituto D’or, disse que os resultados podem ajudar na compreensão de distúrbios de comportamento. Ele ainda acrescentou, “Podemos estudar o papel desses circuitos na psicopatia, na depressão pós-parto, no autismo e na própria depressão”. 

Pais&Filhos TV