Família

7 respostas sobre intolerância à lactose

O tema gera muita dúvida e confusão mesmo. Entendendo o assunto e seguindo às recomendações médicas, é possível levar uma vida normal

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Muitas pessoas já ouviram falar em intolerância à lactose, mas o assunto pode confundir. Para responder algumas dúvidas sobre o assunto, conversamos com a pediatra da Beneficência Portuguesa Wylma Hossaka, filha de Luzia e Vicente.

Primeiro, é importante ressaltar que a intolerância não é uma doença, mas sim uma desordem no aparelho digestivo. De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 37 milhões de brasileiros maiores de 15 anos apresentam certo grau de intolerância à lactose, seja leve, moderado ou grave.

Anúncio

FECHAR

O que é intolerância à lactose?

O leite que bebemos tem um açúcar chamado lactose. Quando tomamos um copo de leite, a lactase, uma enzima presente no intestino delgado, quebra as partículas de lactose. Algumas pessoas não conseguem fabricar lactase, por isso podem ser consideradas intolerantes à lactose.

Veja aqui a história do Vítor, que tem uma alergia grave ao leite e ao ovo. Lembre-se: alergia é diferente de intolerância!

Os níveis de intolerância podem variar de acordo com a idade?

Sim, geralmente os bebês e as crianças possuem níveis mais elevados de intolerância. Esse cenário costuma melhorar conforme o desenvolvimento e piora na velhice.

Existe alguma alternativa para que quem tem intolerância possa consumir alimentos lácteos? 

Existem as pílulas de lactase que podem ser ingeridas. Não há contraindicação e não possuem efeitos colaterais. Mas é importante que sejam receitadas pelo médico.

A lactose pode ser encontrada em produtos que não são derivados do leite?

Sim, alguns adoçantes podem conter esse açúcar, por isso é importante ficar de olho no rótulo de todos os produtos.

Consultoria: Wylma Hossaka, filha de Luzia e Vicente pediatra da Beneficência Portuguesa; Revista ProTeste Saúde, da Proteste Associação de Consumidores.

Pais&Filhos TV