Família

4 dicas para reaproximar seus filhos da natureza

A alimentação faz parte da nossa conexão com o meio ambiente e melhora nossa saúde e humor. Separamos dicas para seus filhos resgatarem esse contato

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 Quando ficamos sem tempo para cozinhar e preparar o que vamos comer, começamos a perder o contato com a natureza. Sim, os alimentos também são uma forma de se conectar com a terra.  A Bia Goll é cozinheira e nossa colunista e nos ensina como ajudar nossos filhos a resgatar esse vínculo com o verde.

 

1. Efeitos colaterais

Anúncio

FECHAR

Durante o dia, temos ao menos três oportunidades para nos reconectarmos. É importante prestar atenção nos alimentos que são ingeridos e o que eles causam no seu corpo. Não precisa ficar só no básico, do tipo “bolo engorda” ou “brócolis faz bem”. Comece a se perceber, veja os efeitos que os alimentos têm no seu humor e bem estar. A nossa energia, alegria de viver e disposição têm tudo a ver com o que a gente come. E com as crianças, claro, não é diferente.

 

2. Substituições

Um passo importante para uma vida mais saudável é tirar os refinados da alimentação. Por exemplo, troque o sal, açúcar, arroz e farinha por sal e açúcar orgânicos e arroz e farinha integrais. As crianças podem não gostar muito no começo, mas com o tempo se adaptam com os novos sabores, pode apostar.

 

3. Desistir, jamais

Quanto mais alimentos orgânicos você come, mais suas papilas gustativas se abrem. Quando uma criança não gosta de uma comida é porque suas papilas gustativas estão fechadas para esse sabor. Para abri-las, é necessário fazer a criança experimentar o mesmo alimento várias vezes. Por exemplo, se seu filho não gosta de brócolis, vá colocando aos poucos na comida dele, e de formas diferentes. Depois de umas 10 vezes, ele já vai ter se acostumado com o sabor e pode gostar.

 

4. De olho nas plantas

Por fim, para ajudar os seus filhos a terem um contato maior com a natureza, tenha plantas em casa e observe-as junto com eles. As plantas tem comportamentos e personalidades distintas, é superbacana prestar atenção nos movimentos e necessidades delas.

Consultoria: Bia Goll, cozinheira, filha de Rubens e Maria