Criança

Xô, germes!

Saiba o que fazer para deixar seus filhos longe deles

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Uma linha fina separa as crianças dos germes perigosos. Saiba o que fazer para manter seus filhos longe deles

Tradução e adaptação por Marianna Perri, filha de Rita e José

Anúncio

FECHAR

Sejamos realistas: as crianças são parceiras dos germes, e têm uma relação muito próxima e muito perigosa, em alguns casos. Apesar de os especialistas afirmarem que a maioria dos germes são inofensivos, podendo até serem benéficos, é bom manter a higiene e prestar atenção para que seu pequeno fique saudável.

Mas, como esses parceiros são invisíveis, é importante que você saiba localizar o perigo e evitar que esta relação fique próxima demais. Confira algumas dicas para afastar seus filhos dos germes:

Durante as refeições

Pergunta surpresa: qual o cômodo da casa dominado pelos germes? Se você responder banheiro, errou. É na cozinha que as crianças correm mais riscos de se contaminarem com os germes alimentares e contraírem doenças como salmonella e E. coli, já que o sistema imunológico deles ainda não está completamente formado.

Tome cuidado extra quando for cozinhar e limpe muito bem o local. Evite colocar carne crua, aves e frutos do mar longe dos outros alimentos, e lave as mãos com sabão e água quente sempre que mexer nestes ingredientes.

Também tenha em mente que a pia é o local com mais germes da cozinha. Não dê nada que caiu ali para o seu filho, mesmo que você lave depois. Depois de cada refeição, use um papel toalha e um spray desinfetante para limpar a mesa, as cadeiras e o cadeirão.

No banheiro

Brinquedos de banho são um prato cheio para as bactérias e mofo, já que a água fica parada dentro deles, criando um ambiente perfeito. Esprema-os depois da brincadeira e coloque-os em um escorredor ou saco de malha.

Para ter na bolsa e em casa: já existem produtos que livram as crianças dos germes. Confira uma lista deles!

Quando seu filho começar a usar o vaso sanitário, ensine-o a importância de lavar as mãos com sabão e água quente depois do ato. Demonstre como se lava, esfregando bem as mãos e por bastante tempo.

Também explique que ele deve abaixar a tampa do vaso antes de dar descarga. Mantenha as escovas de dente longe, caso o pequeno esqueça de abaixar a tampa e espalhe germes pelo local.

Durante as brincadeiras

Mesmo que o brinquedo favorito do seu filho esteja com um cheiro estranho, não precisa se preocupar com os germes – a não ser que ele esteja doente ou o brinquedo seja de um amigo.

Os vírus da gripe podem sobreviver por até três dias no plástico, e os que causam diarreia podem fazer mal por até um mês. Por isso, depois de receber a visita de um amigo, limpe os brinquedos de plástico com um desinfetante, e coloque os bichos de pelúcia ou pano dentro da máquina de lavar. Se estes não são os casos dos brinquedos do seu filho, mantenha-o longe do objeto por alguns dias.

Trocando as fraldas

É inevitável se aproximar dos germes durante a troca de fralda. Por isso, mantenha sempre um gel antiséptico por perto para não espalhar as bactérias pelo resto da casa.

Se o pequeno fez coco, coloque papel toalha embaixo dele e depois jogue fora. Se a almofada onde você faz a troca acabou ficando suja, lave-a com água sanitária e água quente, separada de qualquer objeto da cozinha, para evitar a contaminação.

Também deixe lenços à mão para desinfetar e limpar a área de troca de fraldas o mais rápido possível depois do uso.

Na hora de dormir

O rotavirus e norovirus, presentes nas fezes, causam doenças gastrointestinais e podem estar presentes no quarto e na cama dos pequenos, principalmente se ele ainda usa fraldas.

Ainda que as crianças se tornem imunes aos vírus que já foram expostas, você pode evitar que os germes se espalhem para toda a família. Troque os lençóis e o pijama das crianças pelo menos uma vez por semana – podendo aumentar este número se seu filho está doente.

No parquinho

Não importa é eles estão na escola, praça ou no prédio: os parquinhos estão cheios de germes, graças a quantidade de crianças que passam por lá todos os dias. É praticamente impossível manter seu filho longe deles, mas use álcool gel para limpar as mãos deles durante as pausas e antes do lanche.

Tome ainda mais cuidado com os bebedouros, já que os germes se multiplicam neste ambiente. Diga para o seu filho manter a língua e lábios longe da torneira e deixe a água escorrer antes de dar o primeiro gole.

Depois de tudo isso, relaxe. É importante que as crianças entrem em contato com os germes para desenvolver o sistema imunológico. E nem todos os cuidados do mundo podem impedir que seu filho se relacione com os germes.

Fonte: Parents

Pais&Filhos TV