Criança

Você sabia que criança também pode ter dor nas costas?

O uso exagerado dos eletrônicos pode provocar desconforto

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

dor-nas-costas (1)

(Foto: Shutterstock)

Muita gente pensa que dor nas costas é coisa de adulto ou até de idosos. Esse desconforto, no entanto, também pode atingir as crianças por vários fatores recorrentes na rotina delas. Uma das principais causas das dores nas costas em crianças é o excesso de peso na mochila que elas levam para a escola. Os pais precisam verificar todos os dias o peso da bagagem.

Essa quantidade vai depender de uma série de fatores. Um deles é a curvatura existente da coluna vertebral. “Quanto maior forem as curvaturas existentes na coluna vertebral, ou seja, maior o desvio da linha média do corpo, maiores serão as forças musculares e sobre a coluna. A mochila nesses casos representará uma força a mais sobre todo o sistema. De maneira geral, recomenda-se uma carga de 10 à 20% do peso corporal da criança”, alerta o fisioterapeuta Leonardo Machado, pai de Luiza, Helena e Matheus.

Outra opção é preferir as escolas que tenham armários para que as crianças possam deixar os livros e cadernos que não serão usados todos os dias para estudar em casa. Há ainda a opção de comprar mochilas de rodinhas. Elas são mais práticas e evitam que as crianças façam muito esforço físico.

Anúncio

FECHAR

Uma rotina cheia de afazeres também pode não ser tão legal para a garotada. “O excesso de tarefas causa estresse, o que pode desenvolver tensões musculares desproporcionais, causando a dor nas costas”, explica o fisioterapeuta. Os pequenos precisam de tempo livre todos os dias para brincar.

Outro fator que pode causar dor nas costas nas crianças é o excesso de peso corporal, principalmente quando a barriga fica mais saliente. “O volume abdominal necessitará uma expansão da parede muscular à frente. Quando há algum sinal de tensão dessa musculatura, esta adaptação tenderá a recrutar os músculos posteriores da coluna e, automaticamente, desenvolver dores na região”, esclarece o fisioterapeuta.

Para evitar que isso ocorra, é muito importante oferecer uma alimentação saudável pra as crianças e incentivar a prática de exercícios físicos. “Os esportes são uma boa tática porque trabalham diferentes grupamentos ósseos e musculares e ainda previnem contra a obesidade infantil”, recomenda o especialista.  Os exercícios devem ser praticados, pelo menos, duas vezes por semana.

As tecnologias também contribuem para que a coluna fique menos tempo na posição certa. Ficar com cabeça curvada por muito tempo olhando para as telas dos tabletes e celulares não é recomendado. “Se a criança não tiver um condicionamento muscular adequado ou se tiver predisposição genética para desenvolver dores nas costas, essa postura viciosa contínua será suficiente para desencadear dor nas costas, na lombar ou até no pescoço”, acrescenta o neurocirurgião Vinicius Benites, especialista em doenças da coluna da Unifesp.

De acordo com Leonardo Machado, é raro que criança com menos de cinco anos reclamem de dor nas costas por causa de problemas musculares. Porém, é preciso ficar atento a qualquer sintoma e repensar toda a rotina dos pequenos.  Se a dor continuar, procure o especialista.

Leia também:

Chega de sofrer! Dicas para aliviar dores nas costas das mães

A dor do crescimento realmente existe?

Uso de tablets e smartphones pode prejudicar visão de crianças, alerta oftalmologista