Criança

Seu filho sofre de déficit de natureza?

Falta de contato com o meio ambiente pode gerar ansiedade e estresse

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Ter contato com a natureza é um aprendizado, diz diretora de escola (Foto: Shutterstock)

Ter contato com a natureza é um aprendizado, diz diretora de escola (Foto: Shutterstock)

Existem crianças que moram em grandes centros urbanos e não têm contato com a natureza. A psicóloga Karina Rodrigues contou que, não faz muito tempo, precisou levar um de seus pacientes, de 11 anos, ao zoológico, porque ele nunca tinha visto animais, como uma cobra. “Ela não tinha noção de tamanho. Só sabia que um elefante era grande porque ouviu falar”, disse.

Leia também

Natureza em casa: conheça o estilo Waldorf de decoração

Anúncio

FECHAR

4 dicas para reaproximar seus filhos da natureza

Mãe indica: cinco passeios para fazer com as crianças em Florianópolis

Esse é um caso extremo, mas outras crianças têm apresentado quadros de estresse e crises de ansiedade por passar muito tempo dentro de casa. Para piorar, algumas se dedicam mais à vida digital – em celulares, computadores, tablets – do que à vida real.

A tecnologia causa stress primeiramente porque o homem é um ser social, segundo a psicóloga. Passando um tempo na natureza, a criança tem contato com a vida, diminuindo essa tensão.

Além disso, o convívio com o meio ambiente como um todo faz com que a criança aprenda a ter mais respeito com o mundo. “Convivendo com a natureza a criança aprende a respeitar o espaço do animal também”, afirmou Karina.

Existem escolas que buscam mudar esse cenário. Monica Radspieler, professora e diretora da Creche Escola Ativa Idade, localizada no bairro Humaitá, no Rio de Janeiro, resolveu fazer a sua parte. Ela dá a oportunidades para que os seus alunos tenham, dentro e fora da escola, experiências reais junto à natureza. Na creche, foram plantadas palmeiras, podocarpos (conhecidos popularmente como pinheiros-de-buda), orquídeas e foi feita uma horta com mais de 15 tipos de hortaliças cultivadas pelas próprias crianças. Dentre as plantas, há alecrim, cebolinha, salsa e outros temperos que as próprias crianças consomem.

(Foto: Arquivo pessoal)

Creche Escola Ativa Idade incentiva que alunos tenham contato com a natureza (Foto: Arquivo pessoal)

Mãe indica: cinco passeios para fazer com as crianças no Rio de Janeiro

Mãe indica: 5 passeios com as crianças para fazer nas férias em SP

Escolas devem iniciar ano letivo já preparadas para combater o bullying

Como Karina, a diretora, que comanda a escola há 23 anos, também disse que o contato com a natureza traz muito aprendizado, desde o respeito ao meio ambiente, até aprender a utilizar os recursos de forma útil. “As crianças sabem que não podem desperdiçar água, mas, na escola, elas trabalham. Por exemplo, quando elas escovam o dente, fecham a torneira”, explicou Monica.

Com tanto tempo dirigindo uma escola, Monica já havia percebido o quanto as crianças que moram em grandes centros urbanos se afastaram da natureza. “Os espaços estão cada vez menores. Mesmo os playgrounds são de concreto”, disse. Ela contou que, quando seus alunos se aproximam do meio ambiente, ficam “maravilhados”.

Segundo a diretora, houve uma vez que uma borboleta apareceu na creche. A criançada ficou muito animada e passou o recreio brincando com o inseto. “A borboleta pousou na grama e nenhuma criança pisou, todas respeitaram”, afirmou.

Além do contato com a natureza dentro da escola, os professores levam os alunos mais novos para passeios em que eles entrem em contato com plantas e animais diferentes também.

UFRJ estuda planta que inibe replicação do zika vírus

Avô cria caixa de areia com tampas que viram bancos para neto brincar

Vídeo: Menino tem reencontro emocionante com seu cão perdido