Criança

Sabotagem

Confira uma lista de atitudes que podem prejudicar o seu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Muitos pais acreditam que fazem de tudo para seus filhos levarem uma vida saudável. Será? Confira uma lista de atitudes que podem prejudicar seu filho

Por Meredith Melnick / Tradução e adaptação por Marianna Perri, filha de Rita e José

Anúncio

FECHAR

Sabemos que você jamais faria algo para prejudicar seu filho, mas até as atitudes mais inofensivas podem trazer problemas de saúde para os pequenos no futuro. Uma pesquisa patrocinada pela Associação Cristã de Moços dos Estados Unidos revela que 9 entre 10 pais norte-americanos se consideram bons ou ótimos em prover um ambiente saudável para seus filhos de 5 a 10 anos, mas dados apontam que quase um terço das crianças dos Estados Unidos estão acima do peso ou obesas. No Brasil, a obesidade infantil atinge uma em cada três crianças entre 5 e 9 anos de idade, segundo dados do IBGE.

Por que isso ocorre?

Os motivos para este cenário são muitos: a mesma pesquisa aponta que os pais estão mais preocupados com a situação financeira dos pequenos no futuro do que com seus possíveis problemas de saúde. Valores éticos e morais e educação também aparecem na lista acima das preocupações com o corpo e bem-estar.

Além disso, os problemas financeiros dos pais também influenciam na saúde dos pequenos, já que 38% dos entrevistados dizem que as atividades extracurriculares, como exercícios em academias ou outros esportes, são caras.

Outros 42% contam que difícil ir contra os aparelhos eletrônicos de seus filhos – como os celulares e vídeo-games –, que incentivam um período de lazer sedentário.

Mas não é só isso. Separamos uma lista com 5 atitudes que prejudicam a saúde das crianças.

[!page]

Fast-food

Muitos pais esqueceram a idéia de que as crianças só podem comer lanches em ocasiões especiais. A pesquisa da YMCA revelou que 62% confessar dar refeições prontas para os filhos de uma a quatro vezes por semana.

A informação reforça os dados divulgados pela Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, que aponta que 40% das calorias que crianças e adolescentes de 2 a 18 anos são vazias, ou seja, derivadas de gorduras e açúcares.

Os pais que dão muita fast-food para os pequenos devem prestar atenção neste dado: um estudo feito no ano passado afirma que crianças que comem alimentos calóricos aos 3 anos têm QI mais baixo aos 8, se comparados com aqueles que foram criados com alimentos saudáveis.

[!page]

Muita televisão

Não só metade dos pais admitiram que deixam seus filhos mais de duas horas na frente da televisão, como 74% deles confessaram que passam o tempo com a família fazendo atividades sedentárias, como assistir TV.

Mesmo que não os pais não consigam passear com seus filhos todos os dias, que tal transformar estas atividades paradas em puro movimento? Praticamente todos os consoles de vídeo-games contam com jogos de dança ou atividades físicas.

[!page]

Eles não saem de casa

Cerca de 84% dos pais respondera que seus filhos não brincam fora de casa todos os dias. E 74% deles disseram que os pequenos não cumprem a recomendação do governo de fazer pelo menos uma hora de exercícios aeróbicos por dia.

A falta de exercícios não só afeta o peso das crianças, a obesidade e o risco de doenças, como também pode influenciar no comportamento delas. Um estudo realizado com 11 mil crianças de 8 e 9 anos revelou que aqueles que brincavam 15 minutos ao ar livre todos os dias apresentaram melhor comportamento e controle durante as aulas.

Mesmo que você não more em uma casa com quintal ou com um espaço para os pequenos, há diferentes maneiras de passar um tempo ao ar livre. Procure os parques e praças de seu bairro e se una a outras mães que morem próximas a você.

[!page]

Eles precisam de verduras

O Guia de Dieta do governo federal norte-americano recomenda que adultos e crianças consumam, pelo menos, cinco porções de frutas e vegetais por dia, mas apenas 16% dos pais afirmam que seus filhos atinjam esta marca diariamente.

Refeições prontas podem ser baratas e saborosas, mas não fornecem nutrientes de qualidade para os pequenos. Por isso, tente substituir o sal e os alimentos processados da dieta dos seus filhos por alimentos coloridos e gostosos, como mini-cenouras e morangos frescos.

[!page]

Passeio em família

Uma maneira fácil e prática de aumentar a qualidade do tempo em família é desligar a TV e ir caminhar, mesmo que seja dar uma volta no quarteirão.

O estudo da YMCA revelou que apenas 5% dos pais andam com seus filhos todos os dias, enquanto 25% contaram que fazem caminhadas com a família menos de uma vez por semana.

Além de aumentar a qualidade de vida de seus filhos no futuro, uma caminhada diária vai ajudá-lo a perder peso e se divertir.

Fonte: Time Heatlhland

Pais&Filhos TV