Criança

Pique total absoluto

Como manter as crianças ocupadas e se divertindo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Entre perseguir o irmão mais novo, deixar a sala de estar de cabeça para baixo, porque queria criar um trampolim com o sofá e as almofadas para virar cambalhotas e molhar a cara toda no calor (acredite, não é só você que sofre com esse tipo de estripulia maluca), e arrastar você de brinquedo em brinquedo no parquinho, pode parecer que seu filho nunca para quieto e carrega, com ele, todo o fôlego do mundo. Mas isso é absolutamente normal. “Tudo é novo para as crianças em idade pré-escolar e, por isso, elas ficam muito animadas”, diz a psicóloga infantil e terapeuta Linda Budd, autora de Living With the Active Alert Child (Vivendo com a criança ativa e alerta). “Essa é a alegria presente em crianças dessa idade, não tem por que se preocupar. O lado bom é que você também começa a redescobrir as pequenas coisas especiais da vida, para as quais você já nem se atentava mais.”  Embora esse entusiasmo possa ser contagioso, também é importante ajudar a criança a aprender a diminuir o ritmo quando for hora de comer ou tirar um cochilo. Você pode acalmá-la sem reprimir a sua curiosidade e imaginação.

Planeje atividades
A maneira mais fácil de manter o controle sobre seu filho é organizar as atividades que o façam gastar energia regularmente ao longo do dia. Na verdade, os especialistas sugerem que crianças na idade pré-escolar nunca fiquem paradas por mais de 60 minutos, exceto quando estão dormindo. “Se você deixa seu filho sentado por uma hora, é melhor se preparar para uma explosão!”, diz a dra. Budd. “Uma ideia boa é separar um grande balde de água e alguns pincéis e deixá-los ‘pintar’ o lado de fora da sua casa com água.”

Anúncio

FECHAR

Mantenha seu cérebro ocupado
Pense em atividades como colagens, pintura ou montagem de quebra-cabeças. Elas são mais calmas e podem ser o tempo tranquilo que as crianças precisam, algo que os pais realmente devem estimular. Se elas aprendem a se divertir, mesmo sozinhas, provavelmente também serão mais capazes de se tranquilizar quando você solicitar.
Em lugares onde seu filho simplesmente não tem escolha a não ser ficar parado, como no carro, na igreja ou no dentista, estimule esta energia criativa, diz a dra. Budd. Leve um livro, um brinquedo ou tente um jogo de detetive para impedi-lo de ficar se contorcendo na cadeira e perguntando se falta muito para chegar ao destino programado.

A hora de dormir
Por incrível que pareça, estar cansado pode aumentar realmente o nível de energia das crianças, diz Judith Owens, diretora de Medicina do Sono do Children’s National Medical Center, em Washington, EUA. “Muitas crianças têm uma explosão de energia antes de dormir, antes de perceberem que estão com sono.” Para tentar lidar com tanta energia, tente colocar seu filho na cama até às 21 horas. Atenção: é importante que haja, ao menos, 30 minutos de preparação, com luz baixa e pouca agitação na casa. Fazer uma massagem e contar uma história também servem para indicar que está chegando a hora de dormir. Uma rotina calma para este momento ajudará seu filho a descansar por mais tempo e mais profundamente. Resultado: a agitação estará mais controlável no dia seguinte e você, provavelmente, achará mais fácil acompanhar seu pequeno furacão.