Criança

Pelo contrário

Você acha que o azul é para meninos e rosa para meninas? Nem sempre foi assim no mundo da moda...

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Rosa é para meninas. Azul é para meninos. É claro que nossa sociedade dá espaço para exceções, mas ainda hoje as pessoas sentem certo preconceito, por exemplo, se você chegar num chá de bebê de um menino com um babador rosa e sapatinhos de tricô da mesma cor. Muitas pessoas comentariam “será que ele está louco ou ainda não viu o resultado do ultrassom?”.

Nós sentimos este preconceito quando fomos produzir nossa capa da edição de Agosto, quando pedimos para vestir o menino de rosa e a menina de azul – foi difícil achar um pai que topasse!

Anúncio

FECHAR

Mas as coisas não foram sempre desse jeito. Jo B. Paoletti, historiador e autor do livro Pink and Blue: Telling the Girls From the Boys, descobriu que separar rosa e azul – para menina e menino, respectivamente – é um fenômeno recente. Ainda na virada do século XX, era comum que crianças de ambos os sexos usassem roupas brancas, o que mostra que a roupa neutra era comum. A mudança para tal divisão entre cores X gêneros foi lenta e gradual, sendo que surgiram junto de outros tons pastel. Até que depois da Primeira Guerra Mundial, o popular consagrou tais cores.

Leia também

Tanto faz? 

 

Rosa para eles

Ao contrário do que acontece hoje, o rosa era uma cor voltada aos meninos e o azul para as meninas. Isso, o historiador descobriu num artigo de junho 1918, numa publicação da Earnshaw que diz: “a regra geralmente aceita é rosa para os meninos e azul para as meninas. A razão é que o rosa, sendo uma cor mais decidida e mais forte, é mais adequado para o menino, enquanto o azul, que é mais delicado e saboroso, é mais bonito para a menina”. Em outras publicações, os artigos defendiam que o azul era bonito para loiras, rosa para morenas, ou azul era para bebês de olhos azuis e rosa para bebês de olhos castanhos, de acordo com as pesquisas de Jô B. Paoletti.

Em 1927, a revista Time publicou um gráfico mostrando as cores apropriadas para meninas e meninos de acordo com principais lojas norte-americanas. Em Boston, a Filene disse aos pais para vestir os meninos de rosa. Assim fez Best & Co. em Nova York, Halle está em Cleveland e Marshall Field, em Chicago.

Com informações da http://www.fastcodesign.com/