Criança

Passo a passo das sandálias da Ortopé

Nós acompanhamos o processo de criação e produção das sandália que é ícone de gerações

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Existe uma grande diferença entre fazer sapatos para gente grande e para crianças. O sapato infantil tem que ser anatômico, não pode formatar ou interferir com o crescimento dos pés, tem que ser flexível e não pode machucar. Nos números menores, aqueles entre 0 e 2 anos, o material tem que ser bem molinho. Como podem levar o calçado até a boca, esse material não pode ter nenhum tratamento tóxico. Entre 2 e 5 anos, o calçado deve deixar que o arco da planta dos pés se forme naturalmente.

Para matar a curiosidade sobre como eles são feitos, visitamos a fábrica da Ortopé. A marca tem um modelo clássico de sandália infantil que não sai nunca da coleção. A única coisa que muda são as combinações de cores, que seguem as tendências.

1. Concepção

Anúncio

FECHAR

Essa é a primeira etapa. Nela é feita uma pesquisa de mercado em dois campos. 

O primeiro deles engloba uma pesquisa das tendências de moda para o consumidor infantil nos principais centros do mundo. A equipe de desenvolvimento – assim são chamados os designers de calçados – viaja e observa os principais pontos de concentração de crianças em cidades como Paris, Barcelona, Nova York, Los Angeles e onde mais lhes der na cabeça. Pode parecer um pouco aleatório, mas a escolha dos lugares tende a variar conforme uma pesquisa realizada com antecedência nas revistas e veículos de moda internacional infantil, que indicam de onde virão as tendências daquela estação. Nessas cidades, são observadas as vitrines infantis, assim como os centros de compras e entretenimento da garotada. A inspiração para uma coleção vem de todos os lugares. A equipe também presta atenção nos principais hits do ano, como filmes, livros, programas de televisão, bandas de música e ídolos de todo o universo infantil. O estilo de vida da garotada também é importante, pois são os pés calçados que levarão os pequenos da casa na praia ou da escola até o parquinho ou quadra de esportes. Isso muda em cada geração e ficar antenado é importante. Muita coisa também vem da moda adulta, adaptada para os padrões e conforto infantis.

O segundo passo é olhar para o mercado consumidor no Brasil. Todas as informações que foram observadas são contextualizadas com a realidade brasileira. Assim,  a equipe de desenvolvimento acha que provavelmente vai pegar por aqui.

Dotado de todas estas informações o modelista faz um desenho, à mão, do produto que você verá na vitrine.

2. Técnica

Nesta etapa, o desenho feito à mão pelo modelista passa para o computador, com todas as especificações (grade de cores e todos os componentes para montá-lo, como cor de linha, ferragens e acessórios). Aquela pesquisa feita na fase de concepção começa a ganhar forma tridimensional.

3. Confecção

A terceira etapa é a confecção do modelo, a partir da definição dos materiais. A grande maioria dos produtos da Ortopé é confeccionada em couro legítimo – ele agrega componentes naturais que são benéficos para a saúde dos pés das crianças, como os poros naturais do couro que ajudam a eliminar a transpiração.

O couro é, então, cortado em peças, seguindo o modelo programado no computador. Hoje em dia, não se pode desperdiçar nada, então a sobra deste corte é reutilizada na confecção de acessórios e adereços do próprio sapato ou de um outro modelo.

4. Costura

Com as peças cortadas, a sandália começa a ser montada. O primeiro passo dessa etapa é a costura do cabedal. Calma, vamos explicar: o cabedal é a parte de cima do calçado. Assim, o calçado começa a ganhar forma na máquina que costura esta parte da sandália. Todo o processo é realizado com a supervisão de um operador, que controla a precisão da costura.

5. Montagem

O próximo passo é a montagem. Para este modelo de sandália infantil, a montagem é feita com uma prensa, que cola o cabedal (parte de cima costurada, lembra?) no solado.

6. Conferência

Depois de montado, o calçado é conferido para ver se ficou perfeito, sem nenhum defeito de qualidade. Em seguida, os pares são colocados em caixas e encaminhados para as lojas.