Criança

O que fazer quando seu filho não para de dizer “NÃO”?

Quando as crianças negam tudo, desde trocar a fralda até a hora do jantar, a situação pode ficar difícil. Saiba como agir para evitar desgastes e brigas desnecessárias

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

crianças aprendem a dizer não

As crianças normalmente começam a dizer “não!” porque descobrem que são pessoas distintas dos pais, com os próprios sentimentos e desejos, que muitas vezes acabam sendo conflitantes com os seus. Parabéns! Quando isso acontece, significa que o seu filho deu um grande passo na longa estrada que é se tornar independente e autossuficiente. Quando ele diz “não!”, está reforçando sua própria individualidade, de maneira saudável.

Você não precisa fazer com que ele pare de dizer “não!” para tudo. Afinal, não importa realmente o que ele está dizendo; a questão é que ele está se sentindo incomodado e irritado e seu objetivo é fazer com que ele se sinta menos dessa forma. O desejo dos pais é de controlar toda a situação de fora, para que a briga de poderes seja evitada. Entretanto, você vai achar mais fácil concordar com ele se tentar contornar essas batalhas diretas o máximo que conseguir, pensando lá na frente, a fim de amenizar as coisas para que seu filho não fique tão chateado logo de cara.

Anúncio

FECHAR

Por exemplo, quando é hora de trocar a fralda, você pode administrar a situação para que você não o interrompa no meio de uma atividade que ele considera importante, como a hora em que está passando o desenho favorito na televisão. Talvez você possa trazer a fralda até ele e trocá-lo enquanto ele não tira os olhos da TV, para que você evite chamá-lo e entrar em um conflito de interesses. Crianças pequenas são facilmente distraídas com qualquer coisa. Você também pode usar isso, de um jeito amigável, para que ele vá para a mesa do jantar ou coloque o sapato para sair de casa.

Dê ao seu filho alguns minutos de preparação, dizendo a ele algo como: “Nós vamos parar o que você está fazendo em cinco minutos e colocar o casaco”, então ele não será surpreendido por uma ordem de repente. É claro que leva um tempo para preparar uma criança para essas interrupções e transições, mas você pode ajudá-la se você der a ela tempo e atenção extras durante essa fase.

Crianças frequentemente são melindrosas em relação a tudo e difíceis de concordar. Elas sentem uma necessidade de estar no controle e no comando de cada pequena coisa. Mas esse comportamento normal normalmente é menos problemático se o pai consegue se esforçar para ser especialmente diplomático e respeitoso quanto a necessidade da criança de se sentir no comando.

As crianças se sentem estimuladas pelos mesmos requisitos que elas costumavam seguir quando menores – os pais frequentemente experimentam uma sensação de pânico quando isso acontece, como se a criança que costumava a cooperar virasse, do dia para a noite, um oponente resmungão. Mas você pode ajudar o seu filho a gradualmente deixar de lado o estágio do “não!” mantendo a calma e contornando as batalhas diretas de vontades sempre que possível.