Criança

O melhor lanche

Tem dificuldade em montar a lancheira do seu filho? A gente te ajuda

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O período de volta às aulas não só traz as adaptações aos horários novos ou às pessoas desconhecidas, mas também deixa os pais preocupados com o que os pequenos comem durante o período escolar.

Há aqueles que preferem que eles se alimentem na própria escola, comprando lanches e outras guloseimas, mas os pais que gostam de preparar um lanche saudável (ou até mesmo que não têm a opção de uma cantina com boas opções para as crianças) para os pequenos ficam com a dúvida: o que colocar na lancheira?

Antes de ceder aos alimentos prontos, como as bolachas recheadas ou bolos industrializados, faça um planejamento do que pode ser colocado no recipiente sem estragar até a hora do intervalo.

Anúncio

FECHAR

Frutas inteiras e ao natural, como banana, morangos e uvas, devem estar presentes no lanche. Elas também podem estar presentes na forma de sucos naturais ou de caixinha. Preste atenção apenas nos corantes artificiais que podem estar presentes no alimento – o mais perigoso é o corante amarelo, que estão associados a crises de bronquite, asma e reações alérgicas na pele.

Os sanduíches caseiros também são uma boa opção, já que fornecem os carboidratos e fibras necessários para o pequeno neste intervalo durante as refeições principais. Procure usar o pão integral e passe requeijão cremoso, geleias ou patês feitos em casa.

Mas, se o pequeno não gostar deste tipo de pão, procure colocar um pouco de farinha de linhaça ou farelo de aveia no recheio do sanduíche. Desta forma, ele fica mais saudável e a criança ingere fibras sem perceber. Se os sanduíches não atraem os pequenos, confira estas dicas da nossa colunista Tammy Monagna.

Para aquelas criança que preferem os biscoitos, busque as alternativas naturais, sem gordura trans ou gordura vegetal hidrogenada. Verifique a lista de ingredientes do alimento e repare no primeiro deles: geralmente, este é o ingrediente em maior quantidade no produto. Por isso, procure aqueles que tenham farinha integral nas primeiras posições.

Os pequenos não precisam ingerir grandes quantidades de proteínas durante o intervalo entre café da manhã e almoço ou entre o almoço e o jantar, já que a substância deve estar presente mesmo durante as principais refeições. Durante o lanche, ela deve estar presente nos queijos.

Evite usar embutidos e não os torne a atração principal do lanche. Procure colocá-los na lancheira da criança apenas uma vez por semana e substitua o presunto ou salame por peito de peru, que tem menos gordura do que os outros.

Consultoria: Gabriela Maia, filha de Daire e Cele, é nutricionista.