Criança

Menino britânico não consegue parar de sorrir

Rara desordem cromossômica causa dificuldades em aprendizado

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

11/12/2012

O pequeno britânico Elliot Eland sofre da síndrome de Angelman – uma desordem cromossômica que causa sérias dificuldades de aprendizagem. A doença faz com que a pessoa permaneça com um sorriso constante. O menino de 2 anos aparenta estar sempre sorrindo e feliz, mas as risadas são resultado de uma condição genética que afeta menos de mil pessoas no Reino Unido.

A mãe de Elliot, Gale, afirma ao jornal britânico The Sun que apesar de tudo, quando ela e o marido sentem-se mal, a risada do menino os sustenta. “Nós sempre pensamos que ele é um bebê realmente feliz, nós nunca consideramos que isso poderia ser o sintoma de algo mais grave. Eu não entendo por que Elliot sempre sorri, mas ele tem sempre esse lindo sorriso estampado em seu rosto”.

Anúncio

FECHAR

Síndrome de Angelman

A doença foi reconhecida em 1965 pelo médico inglês Harry Angelman que identificou um dano no cromossomo 15 herdado da mãe. A síndrome não é facilmente identificada, mas em caso de suspeita de qualquer transtorno genético, os pacientes são encaminhados para os setores de neurologia e genética de grandes hospitais para haver o diagnóstico.

Entre os sintomas da síndrome, estão hiperatividade, possíveis problemas com fala e linguagem, convulsões, problemas de movimentação, atraso do desenvolvimento da criança, além de riso e felicidade.

Pais&Filhos TV