Criança

Lavar o nariz deve virar hábito igual escovar os dentes e tomar banho

A prática evita várias doenças respiratórias

Isabela Kalil de Lima

Isabela Kalil de Lima ,Filha de Kátia e Fabio

bb-nariz

As doenças respiratórias são muito mais frequentes no outono e no inverno, principalmente, na vida das nossas crianças. A mudança de temperatura e o tempo mais seco podem favorecer as infecções. Uma das formas de prevenir é lavar o nariz.

A limpeza, feita, pelo menos, 2 vezes ao dia, é capaz de reduzir até 40% da incidência de gripes e resfriados. Quem confirma é Maura Neves, otorrinolaringologista do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. “O jato contínuo faz uma lavagem de arraste, removendo mecanicamente os vírus, bactérias e impurezas do nariz”, explica a médica. Assim, o nariz filtra e aquece melhor o ar que entra no nosso corpo.

Anúncio

FECHAR

A higienização é ainda mais importante para bebês e crianças, que não sabem assoar o nariz direito e que ficam muito prejudicadas quando ficam quando as vias nasais entupidas, alguns nem conseguem mamar.

O jeito ideal de fazer a higienização é o que funciona melhor para o seu filho e para sua rotina. Uma das formas mais conhecidas e baratas é injetar soro fisiológico com uma seringa em uma das narinas da criança. A aplicação também pode ser direto com o bico do soro.

Só é preciso tomar mais cuidado nestas práticas. O ideal é usar seringa descartável por três dias e depois trocar, porque pode ficar infectada com vírus e bactérias. Também há risco do próprio soro fisiológico ficar contaminado e, mesmo na geladeira, durar pouco.

Outra forma mais prática de limpar o nariz das crianças são os sprays nasais.Eles são mais funcionais por serem anatômicos e fáceis de usar. Com supervisão e orientação, uma criança mais velha pode usar até sozinha. É importante ressaltar, inclusive, que os produtos usados na higienização do nariz não podem ser compartilhados.

Para fazer essa limpeza, a criança não precisa estar deitada. É necessário apenas inclinar um pouco a mão na hora de inserir o soro ou o spray.

A frequência ideal para nós adultos é três vezes ao dia, mas, para bebês e crianças, quanto mais melhor! “Só tome cuidado para não inserir muito fundo os objetos no nariz do bebê”, alerta Dra Maura Neves, que falou sobre saúde respiratória em um evento promovido pela marca Libbs, que apresentou o novo spray nasal Salsep Jet e Jet Kids.

A lavagem deve fazer parte da nossa rotina, principalmente, porque os hábitos mudaram. Hoje em dia, temos mais contato com poluição e ar condicionado, fatores que podem contribuir para diminuir a saúde nasal. Outra diferença é que as crianças estão saindo mais de casa e indo para a escola cada vez mais cedo, do que antigamente, tendo mais contato com outras crianças, antes de terem o sistema imunológico fortalecido.

 

Leia também:

Por que lavar o nariz da criança?

Doenças de inverno: saiba quais são os riscos e como prevenir

Conheça as 12 doenças mais comuns no primeiro ano de vida do seu filho

Pais&Filhos TV