Criança

Farra na parede

Bairro dos grafites, Wynwood é o novo polo de arte de Miami. Com lojinhas e restaurantes descolados, nossa garotada pintou e bordou nas paredes de lá

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Kobra

Paulistano, Eduardo Kobra iniciou sua carreira em 1987, com 11 anos de idade. Suas obras retratam passagens históricas de forma vibrante, são ricas em detalhes e estão presentes em diversas cidades do mundo. Além de Miami e de sua terra natal, São Paulo, é possível apreciar os murais do artista também no Rio de Janeiro, Atenas, Lyon, Londres, Nova York e Los Angeles.

How and Nosm

Anúncio

FECHAR

Nascidos na Espanha, os gêmeos idênticos Raoul e Davide Perre são conhecidos no mundo do grafite por usarem as cores vermelha, preta e branca em murais que chamam a atenção pelo tamanho e também pelos detalhes. Seus trabalhos estão espalhados pela América do Sul, Europa, Ásia e várias cidades nos Estados Unidos.

La Pandilla Puerto Rico

Os artistas Juan Fernández e Alex Díaz começaram em 2009 deixando suas marcas em diferentes paredes de Saturce, um distrito em Porto Rico. Suas obras se caracterizam pela combinação de diferentes partes de animais, tomando o que pode ser chamado de um novo animal, e também composições com partes do corpo humano.

Osgêmeos

Como o próprio nome diz, os grafiteiros Gustavo e Otavio Pandolfo são gêmeos idênticos. Começaram a fazer grafite em 1987 no bairro em que cresceram, o Cambuci, em São Paulo, e hoje são uma das influência de arte de rua mais importantes na cena paulistana, com trabalhos presentes no mundo inteiro. Já grafitaram palácios, casas e castelos. Os temas permeiam entre retratos de família e críticas social e política.

Nunca

Nascido em São Paulo, o grafiteiro conhecido como Nunca começou a pichar paredes e muros em 1994. O nome Nunca foi adotado para expressar o que pensa sobre regras que são impostas. Traçoes fortes e cores cruas são características do seu trabalho, o qual ele considera também um ato político. Em 2007, junto com outros grafiteiros brasileiros, pintou um castelo de 900 anos na Escócia. Em 2008, pintou a fachada do museu Tate Modern, em Londres.