Criança

Da amarelinha à sala de aula

Brincadeiras que ainda quero brincar com o meu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Férias. Sol e chuva. Brinquedos e muitas brincadeiras para inventar com o pequeno para passar o tempo. E nesse vai e vem de diversão haja criatividade para inventar e relembrar as nossas brincadeiras de infância. Nada de vídeo-games. Nem iPads e nenhum outro eletrônico da atualidade.  O negócio agora é abrir o armário e pegar o jogo de tabuleiro.

Há alguns dias, meu irmão veio me perguntar se poderia dar uma espada de presente para o meu pequeno. Claro! Duas espadas. Dois guerreiros. E uma tarde inteira de muito suor e aventuras. Meu pequeno e seu tio (que queria mesmo era relembrar com o seu sobrinho as nossas melhores brincadeiras) ficaram tão enérgicos, tão felizes e com tantas gargalhadas, que eu não perdia um momento com a minha câmera na mão.

Depois dessa, fiz questão de fazer uma listinha das brincadeiras que ainda quero apresentar ao meu filho e que garantiam férias bem divertidas quando criança. Brincar de espada era uma delas em que eu e meu irmão passávamos momentos inesquecíveis de muitas aventuras. Às vezes, um de nós saía chorando pra lá, mas nada que um grito de mãe não resolvesse.

Anúncio

FECHAR

Agora é hora de pegar o papel e a caneta para anotar as brincadeiras mais gostosas da nossa época e tirar esses nossos pequenos de frente da TV. Quem brinca nunca deixa de ser criança e é nas férias que devemos aproveitar esse tempinho maravilhoso, que com certeza deixará lembranças incríveis!

Parado aí! Vamos brincar de Polícia e Ladrão?
Quer brincadeira mais divertida do que juntar uma turma grande e brincar de polícia e ladrão? E eu me lembro até de falar: Eu sou a polícia! Eram duas turmas e, além da emoção de se esconder, aquela correria, a gente se planejava para pegar os ladrões que saiam por aí fazendo bagunça com as nossas bonecas.
Lembro de brincar de polícia e ladrão e me divertir muito durante quase um dia todo. Essa eu ainda quero brincar com o meu pequeno e seus amigos.

Quem já não foi para a rua e riscou o chão com giz branco para brincar de Amarelinha? Juntava aquela meninada para pular os números e a gente ia do céu ao inferno em pulinhos. Não vou deixar passar em branco a Amarelinha e faço questão de brincar com o meu filho desde bebê e a cada ano que passa ele se interessa mais.

1, 2, 3 e já! Pique-esconde fazia o nosso coração pular de adrenalina e suspense. De vez em quando, meu pequeno brinca na casa da bisavó com os primos e eu fico escutando os gritos de euforia. Que delícia!

Basta um quadro, giz e um óculos sem lentes e pronto. A escolinha era a minha preferida. Não sei se essa brincadeira vai fazer muito sucesso com o meu pequeno, porque causa ibope mesmo é no público feminino. Mas brincar de aprender e ensinar sempre foi a brincadeira que me rendia horas de diversão.

Hoje vivemos em um mundo em que temos medo de sujar. Sujar as roupas, a casa, as mãos e os nossos filhos estão cada vez mais limpinhos. Brincar com tinta é muito gostoso e faz qualquer criança feliz. Essa eu já faço aqui em casa. É sucesso garantido!

E para finalizar o nosso papo sobre diversão, tenho uma listinha aqui de brinquedos que ainda quero brincar com o meu filhote. Brinquedos que fazem parte de uma eterna lembrança das minhas férias e que rendiam madrugadas em branco: Banco Imobiliário, Playmobil e Pega-varetas – cada acerto vai ser um beijinho roubado e teremos momentos juntos eternizados em nossas memórias. Férias é isso, né?

Carol Siqueira, mãe do Paulo Neto, de 3 anos, é redatora publicitária e Applemaníaca. Escreve em seu blog www.falamamae.com todas as suas aventuras e loucuras da maternidade.

Pais&Filhos TV