Criança

Criança obesa, criança insegura

Estudo revela que insegurança e obesidade infantil estão relacionadas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Estudo aponta que as crianças inseguras têm mais chances de se tornarem obesas

Um estudo realizado pelas universidades de Ohio e Temple demonstrou que as crianças consideradas inseguras aos 2 anos de idade têm mais chances de estarem acima do peso aos 4 anos, informou o portal Time Healthland.

Anúncio

FECHAR

A pesquisa foi feita com 6.650 crianças nascidas em 2001 e levou em consideração outros fatores, como hábitos alimentares e a saúde da mãe, mas nada interferiu nos resultados, que relacionaram o ganho de peso com a segurança emocional dos pequenos.

Aqueles que se sentem inseguros têm mais de 48% de chances de serem obesos aos 4 anos. Entre os diagnosticados como inseguros, 23% estavam obesos na idade, contra 16,6% daqueles que foram considerados seguros.

Segundo a nutricionista Gisele Leme, mãe de Estela e Helena, os alimentos acabaram se tornando um canal de comunicação entre os pais e filhos, já que, desta maneira, eles conseguiriam uma resposta dos pais. Os doces são os mais procurados pelos pequenos.

Ser uma criança com sobrepeso não significa apenas ter maus hábitos alimentares ou levar uma vida sedentária. Outras pesquisas já indicavam que o stress, tanto da criança quanto dos pais, pode desregular o peso corporal dos pequenos.

O tratamento nestes casos deve envolver mais de um profissional, segundo Gisele. A criança deverá ter acompanhamento psicológico e nutricional. Além disso, toda a família terá que se adaptar ao novo regime alimentar, já que os pais “são os modelos das crianças”.

A Organização Mundial de Saúde considera a obesidade infantil um problema de saúde pública mundial do século 21. Segundo dados da organização, são quase 42 milhões de crianças com menos de 5 anos com sobrepeso em todo o mundo.

Uma criança obesa tem grandes chances de se tornar um adulto obeso. Números do Ministério da Saúde apontam que 16,7% dos jovens entre 10 e 19 anos no Brasil estão acima do peso ideal. Destes, 2,3% são obesos.

Consultoria: Gisele Leme, mãe de Estela e Helena, nutricionista

Pais&Filhos TV