Criança

Coca-Cola, Ambev e PepsiCo mudam venda de refrigerante em escolas

Colégios do país com crianças de até 12 anos não serão abastecidos com o produto

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

A partir de agosto, a Coca-Cola Brasil, a Ambev e a PepsiCo Brasil vão mudar a política de venda de refrigerantes para escolas públicas e particulares com crianças de até 12 anos (ou com maioria de crianças de até essa idade). Serão fornecidas às cantinas, apenas água mineral, suco com 100% de fruta, água de coco e bebidas lácteas que atendam a critérios nutricionais específicos.

A medida segue diretrizes de associações internacionais de bebidas. Segundo comunicado,  novos produtos que forem lançados pelas empresas poderão ser incluídos futuramente, seguindo essas referências.

A política valerá para as cantinas que compram diretamente das fabricantes e de seus distribuidores. Segundo nota conjunta, as três companhias se basearam em conversas com especialistas em saúde pública, alimentação e nutrição, além de profissionais e instituições ligadas aos direitos das crianças.

Anúncio

FECHAR

As empresas informam que haverá uma ação de sensibilização de comerciantes de outros pontos de venda para que todos se unam à iniciativa.

Leia também

Obesidade também é desnutrição

Cantinas escolares substituem doces e salgados por pratos saudáveis

Hipotireoidismo infantil: saiba quais sãos as causas e os sintomas

Mãe transforma alimentos orgânicos em personagens de filmes