Criança

Bebê sobrevive depois de nascer sem sangue

O pequeno ficou 25 minutos sem batimento cardíaco

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Um bebê que nasceu sem sangue, prematuramente e sem batimentos cardíacos conseguiu sobreviver depois de 25 minutos de manobras médicas. Oliver Morgan teve quase todo o sangue do corpo drenado durante a gestação, depois de uma doença chamada Vasa Previa.

O pequeno passou por diversos procedimentos, como massagem cardíaca, oxigenação e transfusão de sangue. A mãe de Oliver, Katy, disse ao jornal The Sun que “os médicos literalmente ressuscitaram meu filho e nunca conseguirei agradecer o suficiente”.

Oliver nasceu com 2,720 kgs, através de uma cesárea de emergência. Katy só descobriu que o pequeno tinha a doença quando teve um grande sangramento durante a noite, na 37ª semana de gravidez. A Vasa Previa é uma doença que cria uma veia extra na barriga da mãe.

Anúncio

FECHAR

Logo após o parto, os médicos fizeram uma transfusão de sangue pelo cordão umbilical e o primeiro batimento cardíaco só foi registrado depois de 25 minutos de manobras. A maior preocupação dos médicos era com os possíveis danos cerebrais que o pequeno poderia ter depois de ficar tanto tempo sem oxigenação.

Por isso, os médicos decidiram que Oliver teria que fazer um acompanhamento especial para diminuir sua temperatura corporal e evitar sequelas maiores. Ele teve que usar um casaco para manter seu corpo a 33ºC, para que seu sangue fluísse melhor e o cérebro e coração pudessem se recuperar.

Depois de três dias, a temperatura corporal do pequeno voltou ao normal e ele começou a se alimentar com o leite materno bombeado diretamente no estômago. Oliver teve alta depois de 11 dias e está totalmente recuperado. O pequeno tem um ano de idade.

Pais&Filhos TV