Criança

Alimentação no verão

Veja dicas para o seu filho comer bem nessa época do ano

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O verão chegou e, com ele, a diminuição do apetite para muitos. Mas não precisa se descabelar desde já com as crianças que costumam dar trabalho para comer, pois a gente separou algumas dicas de orientação alimentar para os pequenos nessa época do ano (na verdade, as dicas servem para qualquer período). Em geral, o verão pede alimentos leves e ricos em água. Tentar manter a rotina na hora da alimentação mesmo em período de férias escolares é um desafio que os pais devem enfrentar. Prestando um pouco de atenção no prato, dá para aproveitar o clima quente ao máximo, com muita energia e sem ficar doente!

Hidrate já
Essa dica é básica e não deve ser praticada somente no verão. Beber muita água, sucos e bebidas hidratantes em geral (água de côco é uma boa pedida) para repor, por exemplo, o que se perde com a transpiração. Tome um copo em intervalos curtos ao longo do dia. As crianças costumam não sentir sede quando distraídas em brincadeiras, então lembre a elas de ingerir líquido e monitore! Alguns refrigerantes, chás gelados e mate não são bebidas indicadas para a hidratação, pois possuem componentes diuréticos.

Anúncio

FECHAR

Pêra, uva, maçã
Coma frutas! São alimentos ricos em água, vitaminas, minerais e fibras. Qualquer fruta está valendo, principalmente as da estação. Quando der aquela fominha à tarde, você pode preparar uma deliciosa salada de frutas e já oferecer às crianças vários nutrientes e sabores ao mesmo tempo. O legal é variar as formas de oferecer as frutas, às vezes com a própria fruta, outra vezes com vitaminas, sucos e saladas. Há ainda a opção de picolés de frutas para os pequenos que recusem a fruta de todo jeito.

Beba leite
Leite e seus derivados também são uma boa pedida, pois são ricos em água, vitaminas e minerais, principalmente cálcio. Iogurtes são refrescantes e basta oferecer duas vezes ao dia, por exemplo, no café da manhã e no lanche da tarde, ou mesmo antes de ir dormir. A dica da nutricionista é lembrar de dar um intervalo de 2 horas após o almoço e o jantar para que o cálcio não interfira na absorção do ferro presente em alimentos dessas refeições. Para acumular nutrientes, os batidos de leite com frutas podem ser acrescidos de aveia ou linhaça, tudo o que torna a bebida mais saudável. Para as crianças que têm alergia ao leite, ofereça sucos e iogurtes à base de soja (produtos enriquecidos com cálcio).

Refeição completa
Para finalizar a alimentação super saudável, coma verduras, legumes, carnes, e, claro, arroz e feijão. Esses alimentos são essenciais para o crescimento e devemos consumi-los ao menos uma vez ao dia, nas refeições principais. A gente sabe que nas férias o que prevalece são os lanches rápidos, mas o ideal é que eles também sejam oferecidos uma vez ao dia. E dá também para incrementar o lanche com verduras, legumes, queijo, blanquet de peru, ou até mesmo preparando um hamburger caseiro.

Se a refeição será feita fora de casa, ficam as dicas:

Leve frutas em uma bolsa térmica: uvas, maçã, pêra, banana, laranja, melão e manga picadinhos são ideais, pois além de hidratarem, fornecem vitaminas, minerais e energia na forma de frutose. Para maior praticidade, deixe as frutas já picadas. Também podem ser levados biscoitos (doces ou salgados) à base de farinhas integrais, bolo caseiro simples (embalados fatia a fatia, se já for levar cortado), mini sanduíches de queijo minas ou mussarela, sucos naturais ou de caixinha. Aqui, a dica é ler o rótulo para evitar aqueles com grande quantidade de açúcar e corantes. O primeiro ingrediente que aparece no rótulo geralmente é o está presente em maior quantidade, então fuja do açúcar e prefira as palavras “suco”, “polpa” e “água”. Se não há a orientação de um nutricionista, devem ser consumidos produtos “normais” e não “light” ou “diet” (especialmente os “diet”).

Também ofereça um bom sanduíche, feito com pão integral, pão árabe integral ou pão de forma branco rico em fibras, com recheio de queijo minas, alface, tomate e cenoura ralada. Se for comprar algo de última hora para dar à criança, prefira milho cozido, biscoito de polvilho, picolés de fruta, sucos e água de côco. Mas regule você a quantidade que a criança comerá.

Lembre-se também que as crianças devem evitar os alimentos vendidos na praia, como cachorro quente, sanduíches (e produtos em geral) que tenham maionese, camarão, empadas, salpicão, salada de frutas, sucos que não sejam industrializados, entre outros, porque há grande risco de que eles estejam contaminados e desencadeiem uma infecção intestinal na criança. Além de poder estragar com o passeio e deixar a criança mal, os vômitos e diarreias devem ser evitados nessa época do ano porque com eles há uma perda expressiva de água, que deve ser rapidamente reposta. Lembre-se, é verão e os cuidados devem ser redobrados!

Consultoria: Larissa Cohen, filha de Vera e Paulo, é nutricionista do Espaço Stella Torreão.