Criança

6 perguntas embaraçosas que seu filho pode fazer (e como respondê-las)

A gente sabe que às vezes você se pergunta: "Como eu respondo isso?"

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

shutterstock_225629647

(Foto: Shutterstock)

Crianças são muito curiosas e quando começam a falar sempre questionam sobre algo que faz você pensar “como eu respondo isso?”. Aqui estão cinco perguntas desconfortáveis e embaraçosas que seu filho pode fazer e como se sair muito bem na resposta.

“De onde eu vim?”

Seu filho pode até saber como saiu de dentro de você, mas ele provavelmente não entende como foi parar na sua barriga. É claro que não tem nada de errado em crianças maiores saberem como as coisas funcionam, mas quando eles são muito pequenos é bastante informação para processar. Você realmente quer dizer o que aconteceu? É provável que não. Uma boa resposta para esse momento é: “Eu e o papai nos amamos muito e queríamos um filho, então você começou a crescer na minha barriga”.

Anúncio

FECHAR

“O que é absorvente?”

Crianças pequenas não fazem essa pergunta desse jeito, afinal eles não sabem o nome correto, mas é provável que venha um “o que é isso?”. Uma boa forma de lidar com essa pergunta é dizer que absorvente é uma coisa só para mulheres, sem entrar na história da menstruação.

“Onde está o seu pênis?”

Quando seus filhos são pequenos, nudez é algo inevitável. Eles te seguem no banheiro e às vezes é necessário tomar banho junto para ser prática. Como consequência, há partes íntimas a mostra. Uma boa resposta para esse tipo de pergunta é: “Eu não tenho um pênis, porque sou uma garota e tenho vagina no lugar (e peitos)”.

“Essa galinha já esteve viva?”

Vai chegar o dia que seu filho vai notar que o frango no prato dele um dia esteve vivo. A melhor maneira de se sair bem é explicar com calma que alguns animais viram comida para a gente (difícil, nós sabemos), mas diga para ele não se preocupar, porque vocês não vão comer o gatinho de estimação que ele tanto ama.

“Por que o meu pênis cresce?”

Sim, pais de meninos têm que enfrentar essa pergunta. Não estranhe se seu filho pequeno tiver ereções (até bebês podem ter), é completamente normal. Crianças menores podem perceber e perguntar para você o motivo. Responda que às vezes ele pode ficar grande ou doer, porque é muito sensível. Isso pode evitar que ele toque o pênis na frente de outras pessoas.

“Quando você vai morrer?”

A morte é parte da vida e você não pode esconder isso do seu filho. Mesmo que ninguém próximo a vocês venha a falecer, essa dúvida pode surgir. É melhor explicar que todas as coisas vivas um dia morrem (até a plantinha que vocês têm em casa e esqueceram de colocar água nela). E sobre quando você vai morrer, uma boa opção é dizer que isso não via acontecer antes dos 100 anos. É claro que não tem como saber, mas não deixe ele preocupado.

Leia também:

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho

Grávida pode turbinar inteligência do bebê

Mãe desabafa sobre dificuldade de criar filhos fora do Brasil

Pais&Filhos TV