Criança

4 erros que você não deve cometer na hora do lanche do seu filho

Aqueles pequenos beliscos entre as refeições estão atrapalhando a alimentação das crianças? Descubra aqui!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

erros na hora do lanche

Muitas crianças são amantes dos pequenos beliscos ao longo do dia, a ponto de passar o dia todo sem sentar à mesa para fazer uma refeição, se a gente deixar. Nós entendemos que lanchinhos ao longo do dia fazem bem, ainda mais para crianças pequenas, que não tem uma barriga grande o suficiente para receber muita comida de uma vez só. Mas também é fácil que esses beliscos saiam de controle nessa idade, o que faz com que as refeições não sejam respeitadas. Aqui você pode ver alguns erros comuns que devem ser evitados com seu filho:

  1. Mordiscando o dia todo, todo dia

Crianças que fazem lanchinhos o dia todos não estarão com fome na hora da refeição e serão menos receptivos a experimentar novos alimentos. Isso pode também configurar um hábito de comer sem pensar, o que pode transformá-lo num adulo que come além do necessário.

Anúncio

FECHAR

Em vez disso: Busque colocar horários para mordiscar, como no meio da manhã e no meio da tarde. Pedir para o seu filho para que ele espera pela hora do lanche pode ser difícil no começo, principalmente se ele está acostumado a comer toda hora que sente vontade. Ao determinar um horário seu filho irá perceber que existem várias horas no dia para comer, apesar de não poder comer a qualquer minuto.

  1. Distribuir lanchinhos constantemente no carro e no carrinho de passeio

Quem nunca carregou várias opções de lanchinho no caminho para qualquer lugar com as crianças, com o único pretexto de deixá-las distraídas, que atire a primeira pedra. Isso não só faz a maior sujeira, como também significa que a criança não focam na comida, então elas não conseguem ouvir os sinais do corpo dizendo que estão satisfeitos ou com fome.

Em vez disso: Leve um ou dois lanches fáceis, como uma banana ou um potinho com bolachas água e sal, caso a fome bata enquanto vocês estão fora. Esses alimentos serão suficientes para acalmar a fome do seu filho, entretanto ele não vai se distrair. Pensando nisso, tenho um livro ou um brinquedo pequeno na bolsas para criar distrações quando você precisa matar o tempo.

  1. Petiscar logo antes da refeição

É enlouquecedor quando a criança vai para a mesa e não quer comer. Claro que as crianças passam por uma fase em que ficam exigentes e não aceitam qualquer coisa, mas certifique-se de que a negação não se deve ao lanchinho. Comer logo antes ao horário da refeição pode acabar com qualquer almoço ou janta.

Em vez disso: Evite petiscos nos momentos próximos às refeições. Se a fome do seu filho não bate com o horário do almoço ou da janta, considere trocar os horários da família. Caso isso não funcione, você pode adiantar uma parte da refeição, como servir uma porção de legumes enquanto você termina de preparar o resto da comida.

  1. Misturar lanchinho com prazer

A maioria das guloseimas para crianças são repletas de farinha branca, sal, açúcar e aditivos como colorantes artificiais e conservantes. Não há problema em consumir esses alimentos de vez em quando, mas as crianças não devem aprender a associar “lanche” com “prazer” (e a maioria desses alimentos não oferece os nutrientes que as crianças mais precisam, como fibras, cálcio e ferro).

Em vez disso: A maioria dos lanches devem ser feitas dos mesmos tipos de comidas que você serve nas refeições, como vegetais frescos, grãos integrais (como bolachas e pão) e comidas proteicas (como ovos cozidos e laticínios).