Colunistas

Mamãe modelo

Embora a gente não perceba, os filhos têm orgulho do nosso trabalho. A colunista Cecilia Russo Troiano fala da importância do exemplo

Acho que, no fundo, as crianças têm, ao lado das reclamações rotineiras pela presença da mãe, um enorme orgulho de sua vida profissional. Ver a atividade da mãe, saber das contribuições de seu trabalho para a sociedade é fonte de grande prazer e orgulho em nossos filhos. Eles sabem que possuem mães que seguem amando-os intensamente, mas que também têm uma outra produção social. 

Em um sábado, meu marido, minha filha (na época com 7 anos), um amigo da mesma idade e eu, almoçávamos em minha casa. No meio do nada, meu marido solta uma pergunta para as crianças: “Vitor, quando você se casar, vai querer que sua mulher trabalhe?” Vitor refletiu por um tempo e respondeu: “Não”. Na sequência, meu marido fez a mesma pergunta para nossa filha, com ajustes: “Você vai trabalhar depois que se casar e tiver filhos?” A resposta veio rápida e direta: “Claro!” No fundo, as duas crianças reproduziram os modelos que ambos têm em casa. A mãe do Vitor não trabalhava e a da Beatriz, sim. Enfim, trabalhar fora também é uma forma de gerar modelos com os quais nossos filhos irão construir suas próprias histórias no futuro. Nada mais razoável do que ambos reagirem a partir das histórias domésticas de cada um, respeitando os modelos aprendidos e incorporados.

Gabriel, meu segundo filho, também desde pequeno dava demonstrações de seu  orgulho em relação à minha vida profissional. Certa vez, ele fez um desenho enquanto eu viajava para dar uma palestra em Uberlândia. Ele me desenhou falando para um público que me aplaudia e comentava efusivamente as minhas colocações, numa visão de filho bastante idealizada e, ao mesmo tempo, orgulhosa. No rodapé da página, com letras garrafais, declarou seu amor por mim. Olho esse desenho hoje e fico até com lágrimas nos olhos.

Anúncio

FECHAR

É óbvio que não apenas filhos de mães que trabalham têm filhos orgulhosos de suas mães. Mães são sempre modelos. O mais importante é passarmos aquele modelo que queremos deixar para nossos filhos. No meu caso em particular, sendo uma mãe que sempre trabalhei fora, ver um desenho como este do meu filho, me ajuda a confirmar, em meus momentos de dúvidas, minha suspeita inicial: sim, é esse o modelo de mulher que pretendo passar para meus filhos. De uma mulher que trabalha e se dedica a eles e que, apesar da correria, é realizada e feliz. Se eu conseguir transmitir essa mensagem, já ficarei muito satisfeita.

Pais&Filhos TV